Home » Aulas » Bioma Floresta Amazônica

Bioma Floresta Amazônica

 O Bioma Floresta Amazônica ocupa cerca de 4 196 943 km2, área que corresponde a quase 50% do território nacional. A maior floresta tropical do mundo em extensão abriga uma enorme diversidade de espécies animais e vegetais. Ela ocupa os estados da região Norte e parte dos estados do Maranhão e do Mato Grosso, estendendo-se a alguns países vizinhos. Antes de continuar com a leitura veja aí um vídeo com um resumo do Bioma Floresta Amazônica.

Tem uma aula aqui no site que fala dos principais biomas brasileiros. Dê uma olhada.

O clima é quente e úmido, com temperatura média de 28 °C e pouca variação ao longo do ano; o índice pluviométrico é de aproximadamente 2 500 mm por ano, com período mais chuvoso entre fevereiro e julho.

Com o intuito de melhor planejar o desenvolvimento social e econômico da região amazônica, o governo brasileiro. As matas de várzea ficam inundadas nos períodos de cheia. A foto mostra instituiu, em 1966, o conceito de Amazônia Legal. Veja aula original: Bioma Floresta Amazônica

Vegetação da Floresta Amazônica

A vegetação da Floresta Amazônica não é uniforme. Fatores locais, como a proximidade ou não de rios, determinam diferentes tipos de vegetação.

Floresta não uniforme

O tipo predominante no bioma são as florestas de terra firme, distantes dos cursos d’água, e por isso sem influência direta das inundações periódicas. As várzeas e as matas de igapó são formações vegetais que convivem com a água. As várzeas ficam inundadas nos períodos de cheia dos rios, quando o solo é fertilizado pelos sedimentos carregados pela água. Já as matas de igapó ficam submersas quase o ano todo, às vezes por mais de dez meses.  As matas de igapó permanecem inundadas na maior parte do tempo.

O Bioma Floresta Amazônica, guarda algumas semelhanças com o Mata atlântica. são florestas com alto índice de pluviosidade, grande biodiversidade e vegetação latifoliada. Veja os detalhes e diferenças na aula Bioma Mata atlântica.

Nesse bioma, há ecossistemas que ocupam áreas menores, além de rios, igarapés (riachos), paranás (braços de rios)     e sistemas de lagos permanentes e temporários, que abrigam flora e fauna peculiares.

Veja também a aula principais ecossistemas do Brasil

Biodiversidade

A vegetação de uma floresta é constituída por espécies ve­getais de alturas distintas, for­mando camadas de vegetação, às quais chamamos de estra­tos. Cada tipo de floresta apre­senta um tipo de estrato.

bioma floresta amazônica

Nas florestas de terra fir­me, que ocupam 65% da área do bioma amazônico, os estra­tos mais comuns são: solo de floresta, sub-bosque, bosque, e árvores emergentes.

  A Amazônia Legal

Denomina-se Amazônia Legal a região que abrange os estados do Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins, parte do Maranhão e cinco municípios de Goiás. A região representa 59% do território brasileiro, onde, segundo o Censo Demográfico de 2010, viviam 24 milhões de pessoas. Nela se concentra cerca de 56% da população indígena brasileira, compreendendo grande diversidade de povos.

Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins

 Ameaças ao bioma amazônico

Apesar de ser uma das maiores regiões preservadas do mundo, cerca de 15% do bioma amazônico já foi desmatado pela exploração indiscriminada de seus recursos.

A interferência humana geralmente tem início com a ex­tração de madeira, na qual toda a vegetação de uma área é derrubada, mas apenas as madeiras de interesse comercial são aproveitadas. A vegetação tombada que permanece na área é, então, queimada, para “limpar” o terreno e possibilitar a criação de gado ou, mais recentemente, o plantio de soja.

Além dos danos a biodiversidade, o desmatamento deixa o solo mais exposto a ação das chuvas, que tem então sua camada mais superficial carregada para rios. Isso implica alte­ração em sua composição e redução de sua espessura, prejudi­cando os seres vivos que dele dependem.

desmatamento da amazônia

A destruição da floresta também afeta o regime de chuvas. Cerca de 50% da água que cai sob a forma de chuva na flo­resta tem origem na própria vegetação. Estima-se que, caso a devastação continue nesse ritmo, as chuvas diminuindo e, por conseguinte, a floresta remanescente não sobrevivera.

Todas essas ameaças atingem os habitantes da floresta.

Fonte: para viver juntos, de João Batista Aguiar – Editora SM

https://www.youtube.com/watch?v=vG2mzYUy_e0

3 comentários

  1. Penso que se o governo aumentasse a fiscalização contra os desmatadores, valor das multas e criasse a obrigatoriedade de reflorestamento por parte desses, ajudaria a diminuir a ação dessas pessoas, além de um projeto de reflorestamento em grandes cidades. Acho também que esse não é só um problema governamental mas de todos nós!

  2. Penso que se o governo aumentasse a fiscalização e o valor das multas contra os desmatadores e, os obrigasse a replantar as árvores muitos desses desmatamentos seria evitados, e também fizesse um programa de reflorestamento em áreas de algumas cidades grandes ajudaria bastante!!
    Mas isso não é um problema só do governo, é um problema de todos nós!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não vai embora ainda!
Quer material pra estudar ou dar aula?
Inscreva-se grátis! 
INSCREVER-SE
Lembre-se, você poderá cancelar a inscrição a hora que quiser

Compartilhe isso com um amigo