Início / Aulas / Principais verminoses humanas – doenças causadas por vermes – sintomas

Principais verminoses humanas – doenças causadas por vermes – sintomas

As principais verminoses humanas são causadas por vermes presentes em dois filos do reino anima: os platelmintos e os nematódeos. Em geral, essas verminoses estão associadas a qualidade da água e falta de saneamento ambiental. Veremos como evitar as principais verminoses humanas, bem como suas principais características, transmissão sintomas e tratamentos.

Dentre as principais doenças causadas por platelmintos, podemos citar a esquistossomose, a teníase e a cisticercose. Veremos mais detalhes dessas verminoses.

Esquistossomo

Uma das verminoses que mais atingem a população brasileira é a esquistossomose, provocada pelo esquistossomo. Os ovos do verme provocam a obstrução dos vasos do fígado, do intestino e do baço. Com a progressão da doença, pode ocorrer acúmulo de líquido na cavidade abdominal; por isso, essa doença é também conhecida pelo nome de barriga d’ água.

Como se contrai barriga d’água (esquistossomose)?

As pessoas infestadas possuem o macho e a fêmea adultos do esquistossomo no interior das veias do fígado e do mesentério, membrana que sustenta partes do intestino e as fixa à parede interna do corpo.

As fêmeas desse platelminto depositam milhares de ovos, que saem com as fezes humanas. Essas fezes com ovos podem entrar em contato com a água do ambiente, isto é, com lagos e riachos. Na água, cada ovo forma uma larva que penetra no caramujo hospedeiro do esquistossomo. Dentro desse caramujo, a larva se desenvolve, dando origem a novas larvas: as cercárias.

As cercárias saem do caramujo e penetram na pele humana, quando esta entra em contato com a água contaminada. Por meio do sangue, essas larvas chegam ao intestino, crescem e se tornam vermes adultos que se acasalam e podem reiniciar o ciclo.

Platelmintos - Esquitossomose

Tênia

A tênia que também é conhecida como solitária,  pode chegar vários metros de comprimento. Na sua cabeça, denominada escólex, existem ventosas e, às vezes, ganchos que ajudam na fixação desses vermes no intestino do hospedeiro.

O corpo é formado por várias porções achatadas chamadas proglotes. Cada proglote é hermafrodita (ou seja, tem dois sistemas reprodutores) e pode produzir milhares de ovos.

A solitária é adaptada à vida parasitária e não possui sistema digestório, apenas absorve por meio da superfície do seu corpo os nutrientes já digeridos pelo hospedeiro.

Também apresenta grande capacidade de regeneração: enquanto a cabeça estiver presa no intestino, esse verme é capaz de sofrer uma regeneração completa e rápida.

Existem dois tipos de tênia que parasitam o ser humano: a Taenia solium e a Taenia saginata.

Como se contrai a teníase e a cisticercose?

Os sintomas da teníase são: fome exagerada ou falta de apetite, diarreia, vômitos, enfraquecimento, desnutrição, insônia e cansaço,.

Na teníase, o ser humano é o hospedeiro definitivo do verme, mas há também um hospedeiro intermediário: o da Taenia solium é o porco, e o da Taenia saginata. o boi

A solitária é um verme parasita do intestino humano. Seu corpo é formado pelo escólex (cabeça, que possui ventosas e ganchos para a fixação), e por vários segmentos, as proglotes. Nos vermes adultos, as proglotes produzem, em seu interior, gametas que se fecundam dando origem a milhares de ovos, que permanecem dentro das proglotes. A solitária perde, continuamente, muitas proglotes, que são eliminadas com as fezes humanas.

Se a pessoa infestada defecar no chão, as proglotes com ovos espalhados podem ser ingeridas por animais, como o porco ou o boi. No intestino desses animais, cada ovo origina uma oncosfera — larva que perfura a parede intestinal do animal e, por meio do sangue, chega à musculatura e ao sistema nervoso. Aí origina o cisticerco, isto é, uma nova larva que se parece com um grão de canjica.

A pessoa que comer essa carne, contaminada com cisticercos, crua ou mal cozida, é infestada pela larva que atinge o tubo digestório. A partir daí, forma-se um escólex, que se fixa no intestino onde se desenvolve um novo verme, reiniciando assim o ciclo.

ciclo de vida da solitaria

Como se contrai a cisticercose?

Além da teníase, a solitária do tipo Taenia solium pode provocar outra doença: a cisticercose. Isso acontece quando a pessoa ingere água ou alimentos (como verduras e frutas) contaminados com ovos da tênia.

Nesse caso, o ser humano se contamina ao comer os ovos do verme. Esses ovos se desenvolvem no corpo humano do mesmo modo que no corpo do porco, isto é, atingem a musculatura (em geral, o coração e o cérebro), podendo provocar graves problemas nesses órgãos e causar, inclusive, a morte do indivíduo.

Veja também:

O que são parasitoses

Parasitismo, parasitoses, parasitas e hospedeiros

Lombriga

A lombriga é um nematelminto que tem cerca de 20 centímetros de comprimento e é um dos principais parasitas do intestino humano.

A infestação por lombrigas denomina-se ascaridíase e pode ser diagnosticada pelo exame de fezes.

A ascaridíase é uma das verminoses mais comuns no Brasil. Ela atinge
principalmente a população que não tem acesso às condições adequadas de saneamento básico.

Como se contrai a ascaridíase?

As fêmeas adultas, alojadas no intestino humano, depositam milhares de ovos, e alguns deles são eliminados pelas fezes. Essas fezes, eliminadas em ambiente sem condições sanitárias adequadas, podem contaminar as plantas cultivadas no solo ou irrigados pela água.

Se uma pessoa comer essas plantas, beber essa água ou levar as mãos sujas de terra ou com água contaminada à boca, os ovos das lombrigas podem entrar no seu tubo digestório. No interior do corpo humano — no intestino — cada um desses ovos se torna uma larva que fura a parede intestinal atingindo a circulação sanguínea. Depois de circular pelo corpo, retorna ao intestino, onde se desenvolve até a fase adulta e se reproduz.

As larvas das lombrigas podem causar problemas respiratórios e na fa-ringe, perto da garganta. Os vermes adultos provocam distúrbios digestivos, intestinais e nervosos, como vômitos, cólicas e convulsões. Em grande quantidade, podem provocar asfixia devido ao fato de o verme subir pelo tubo digestório até a garganta.

Filo Nematelmintos - características verminoses e doenças

A pessoa infestada por lombriga deve tomar vermífugos receitados pelo médico. Não é aconselhada a automedicação, ou seja, o uso de medicamentos por conta própria.

Oxiúro

O oxiúro é um pequeno verme que vive no final do intestino grosso dos seres humanos e podem causar inflamações nessa parte do intestino grosso. A infestação por oxiúros recebe o nome de oxiurose.

Como se contrai a oxiurose?

As fêmeas dos oxiúros medem cerca de 2 centímetros de comprimento. Quando fecundadas, põem os seus ovos na região do ânus do indivíduo parasitado, provocando muita coceira e inquietação. Se ele coçar a região, pode contaminar as unhas e as mãos e, com elas, os objetos.

Caso outra pessoa leve esse objeto contaminado à boca ou coloque a mão no objeto e depois leve-a até a boca, pode ingerir ovos do verme. Ao atingir o intestino, esses ovos tornam-se vermes adultos.

Principais verminoses humanas - doenças causadas por vermes - sintomas

Por essa razão, o oxiúro é um verme comum, sobretudo entre crianças pequenas, que frequentemente levam as mãos sujas ou objetos contaminados à boca.

Como evitar a oxiurose?

  • Lavar as mãos várias vezes ao dia, principalmente antes das refeições.
  • Manter as unhas sempre bem aparadas e limpas.
  • Lavar com água limpa as verduras, os legumes e as frutas antes de comê-los.
  • Ferver e filtrar a água, caso não seja tratada, antes de beber.

As roupas de uso pessoal, de cama e de banho da pessoa infestada pelos vermes precisam ser fervidas e estar sempre limpas; além disso, não devem ser usadas por outras pessoas.

Para eliminar os oxiúros do organismo, a pessoa deve tomar vermífugos receitados por um médico.

Filaria

filaria é um verme fino e longo, com tamanho que pode variar entre 0,5 a 3 centímetros. Ela infesta vários animais, causando a filariose.

Como a filaria vive nos vasos sanguíneos e nos vasos linfáticos, ela obstrui esses vasos e acaba causando problemas circulatórios, provocando inchaço. Daí o nome popular de elefantíase para a doença causada pelas filarias — como você pôde ver na fotografia que abre este capítulo e mostra o aspecto das pernas de uma pessoa doente.

Como se contrai a filariose?

A filaria é transmitida de uma pessoa para outra pela picada da fêmea do mosquito cúlex, seu hospedeiro intermediário. Ao sugar o sangue de uma pessoa, o mosquito contaminado introduz as larvas da filaria no organismo dessa pessoa. Essas larvas se alojam nos vasos linfáticos, nos quais completam seu desenvolvimento.

mosquito cúlex

Como evitar a filariose?

  • Combater o mosquito transmissor.
  • Fazer drenagens dos charcos, de regiões alagadas e das águas paradas onde as fêmeas do mosquito cúlex depositam os seus ovos.
  • Colocar telas em portas e janelas para dificultar o acesso do mosquito transmissor às moradias.

Há medicamentos que matam os vermes parasitas e técnicas cirúrgicas para retirá-los dos vasos sanguíneos das pessoas infestadas.

Ancilóstomo

ancilóstomo (Ancylostoma dicondenale) é um verme pequeno com aproximadamente 15 milímetros de comprimento.

As pessoas que são infectadas pelo ancilóstomo tem como um dos sintomas a pele de cor amarelada. Isso porque ocorrem constantes hemorragias nas paredes intestinais e a pessoa acaba desenvolvendo uma anemia severa. É por isso que a ancilostomose também é chamada de amarelão

O amarelão também pode ser causado por um verme denominado Necator americanus, muito parecido com o ancilóstomo.

Como se contrai a ancilostomose?

No intestino da pessoa infestada, as fêmeas do verme depositam os ovos, que são eliminados junto com as fezes humanas. Se as fezes forem eliminadas em ambiente sem condições sanitárias adequadas, contaminam o solo úmido, dando origem às larvas.

Filo Nematoda - classificação, reprodução, exemplos - Resumo

Ao pisar descalça em solo contaminado, a pessoa adquire o verme, pois as larvas penetram na pele. Essas larvas vão para o intestino, onde se alojam até a fase adulta, quando então se reproduzem, perfuram a parede do intestino humano e aí permanecem, alimentando-se de sangue.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não vai embora ainda!
Quer material pra estudar ou dar aula?
Inscreva-se grátis! 
Inscrever-se
Lembre-se, você poderá cancelar a inscrição a hora que quiser
88 Slides profissionais   Biologia e Ciências     R$ 21,00

Você é 
Professor(a)?

Tem um slide GRÁTIS em powerpoint pra você baixar agora. 
Baixar Slide

Compartilhe isso com um amigo