Início / Aulas / Relações Desarmônicas

Relações Desarmônicas

Relações desarmônicas são aquelas em que ocorre prejuízo para, ao menos, um dos participantes, vamos conhecer a predação, o parasitismo e a competição. Esse tipo de relação ecológica pode ter grandes impactos em uma comunidade de seres vivos. Mas antes de prosseguir veja um vídeo resumido sobre o assunto e depois prossiga com a leitura.

As relações ecológicas entre os seres vivos poder ser de dois tipos: harmônicas e desarmônicas. No caso das relações desarmônicas são aquelas em que um dos indivíduos tem prejuízo na relação. Essa relação poder ser ainda interespecífica, onde há interação entre indivíduos de espécies diferentes; e intraespecíficas, onde as interações ocorrem entre indivíduos da mesma espécie.

Veja abaixo as principais relações desarmônicas entre os seres vivos.

Predação

relacoes-desarmonicasComo a predação contribui com o equilíbrio das populações?

Um estudo muito conhecido entre os biólogos (cientistas que estudam os seres vivos) foi realizado no Canadá, analisando populações de lebres e linces. O lince é predador da lebre, e é o principal fator de controle biológico no tamanho das populações de lebre.

Em poucos anos, observou-se que a população de lebres havia crescido, enquanto a população de linces havia diminuído. Uma provável explicação é que, com menos linces para atacar as lebres, a população das presas aumentou.

Ao final de uma década de observação, a situação era diferente: a população de lebres havia diminuído, enquanto a população de linces havia aumentado. O que teria causado tal situação? Os cientistas elaboraram a seguinte explicação: como havia muito alimento disponível (muitas lebres), a população de linces foi aumentando. Com mais linces procurando alimento, a população de lebres foi diminuindo.

Dessa forma, a população do predador (o lince) exercia um controle no tamanho da população da presa (a lebre), e vice-versa.

Parasitismo

Relações ecológicas entre os seres vivosNesse tipo de interação, há um parasita e um hospedeiro. O parasita é um organismo que vive à custa do hospedeiro, podendo causar doenças no hospedeiro ou prejudicar sua sobrevivência.

Existem parasitas que se instalam fora do corpo do hospedeiro, como é o caso dos piolhos, das pulgas e dos carrapatos. Outros se instalam dentro do corpo do hospedeiro, como é o caso da lombriga, da bactéria causadora do tétano, entre outros.

Não são apenas o ser humano e outros animais que servem de hospedeiros a parasitas. As plantas, por exemplo, também possuem parasitas, representados por certas espécies de fungos, bactérias, vírus e animais.

Existem também espécies de plantas que parasitam outras plantas.

Um exemplo é o cipó-chumbo, nome popular de uma planta amarela, que não possui o pigmento verde (a clorofila) necessário ao processo de fotossíntese. Essa espécie retira da planta hospedeira os nutrientes de que necessita, podendo causar a morte da sua hospedeira.

A ferrugem nas folhas, é causada por um fungo que parasita plantas.

Competição

Relações DesarmônicasQuando dois ou mais indivíduos ocupam o mesmo habitat e possuem semelhanças em seu nicho ecológico, podem competir por alimento, por espaço ou por outros fatores.

A competição pode se dar entre indivíduos de espécies diferentes, como no exemplo mostrado na fotografia a seguir.

Existe também a competição entre indivíduos da mesma espécie, em uma mesma população. Entre os animais, a competição geralmente envolve alimentação, conquista de fêmeas e delimitação de território.

fontes:

https://www.youtube.com/watch?v=84E720imkGY

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não vai embora ainda!
Quer material pra estudar ou dar aula?
Inscreva-se grátis! 
Inscrever-se
Lembre-se, você poderá cancelar a inscrição a hora que quiser
79 Slides profissionais   Biologia e Ciências     R$ 21,00
QUERO VER OS SLIDES

Você é 
Professor(a)?

Tem um slide GRÁTIS em powerpoint pra você baixar agora. 
Baixar Slide