X

Função da Membrana Plasmática: estrutura e principais características

Como é e como funciona uma membrana citoplasmática

A membrana plasmática tem como principal função delimitar uma célula. Ela é a estrutura que separa o meio interno do meio externo de todas as células. Fazendo uma analogia, é como se ela fosse a pele das células.

Outra função das membranas plasmáticas, é o controle e saída de substâncias em uma célula. Essa estrutura pode ser considerada comum a todos os seres vivos. não há ser vivo que não possua membrana plasmática em suas células.

São compostas de uma dupla camada de lipídeos, além de proteínas, glicoproteínas e lipoproteínas. A membrana plasmática também pode ser chamada de membrana celular, citoplasmática ou ainda plasmalema.

[tie_index]O que é uma membrana plasmática[/tie_index]

O que é uma membrana plasmática

A membrana plasmática é uma estrutura fundamental em todas as células de todos os seres vivos. Ela realiza uma série de funções na células, possui alta complexidade. Nesta aula você verá sua estrutura e funções básicas. Antes de prosseguir veja o vídeo e em seguida um slide sobre o assunto.

Você gostou do slide apresentado acima? O que você acha de ter mais de 100 slides como esse? Dê uma olhada em nosso Kit Slides de Biologia.

A membrana plasmática é um estrutura altamente dinâmica, composta principalmente por glicoproteínas, lipoproteínas e lipídeos, ela é a responsável pelo controle do que entra e sai da célula.

As proteínas presentes na membrana funcionam como bombas, sugando ou expulsando diversos tipos minerais. funcionam também como uma espécie de fechadura que só abre com a chave certa e assim deixa certo elemento entrar ou sair da célula.

[tie_index]Funções da membrana plasmática[/tie_index]

Funções da membrana plasmática

Todas as células seja ela uma bactéria, protista , animal, vegetal ou um fungo, tem um citoplasma fluido com numerosas organelas , delimitadas por uma fina membrana plasmática ou plasmalema .

Os papéis da membrana podem ser resumidos em três pontos:

  • delimitar a célula e proteger as organelas citoplasmática,
  • controlar passivamente, seletivamente, ou ainda por transporte ativo, direcionar as trocas moleculares e de partículas entre o citoplasma e o exterior da célula,
  • permite o reconhecimento de células específicas e transmite informações do ambiente da célula para o interior da célula.

Há ainda outras funções especiais em algumas células como no caso no neurônio, onde há comunicação através de sinapses e propagações de um impulso elétrico através das bombas de sódio e potássio presentes na membrana.

Em geral, quem realiza a passagem de substâncias pela membrana são as proteínas. Veja abaixo uma pequena animação de uma proteína trans-membranar em funcionamento.

Fonte da imagem: Link

[tie_index]Estrutura de uma membrana plasmática[/tie_index]

Estrutura de uma membrana plasmática

Sabe-se desde 1925 que a membrana plasmática é composta de fosfolipídios, um tipo de molécula com uma “cabeça” hidrofílica (solúvel em água) e uma “cauda” dupla hidrofóbica (não solúvel em água, mas solúvel em lipídeos ). Nessa molécula , uma extremidade da qual é hidrofílica e a outra hidrofóbica, é considerada anfipática.

Os fosfolipídios têm uma clara tendência a formar bicamadas quando na água, sendo sua “cauda” hidrofóbica longa muito grande para se alojar dentro das micelas. Essa bicamada tende a se fechar em si mesma para formar uma esfera chamada lipossoma.

Esse descrição é conhecida como o modelo de mosaico fluido. Veja na figura abaixo as principais estruturas de uma membrana celular.

Aqui no site tem outra aula sobre a membrana celular suas características e funções. Está bem mais completa. Dá uma olhada.

Veja o game A Célula Animal e teste seus conhecimentos sobre as organelas celulares.

A membrana plasmática pode receber outros nomes como membrana celular, membrana citoplasmática e plasmalema. Todos estes nomes se referem sempre a mesma estrutura. Veja também outras funções das organelas celulares

Há diversas propriedades observadas nas membranas plasmáticas, como permeabilidade seletiva, baixa tensão superficial, alta resistência elétrica,  alta resistência mecânica, regeneração e flexibilidade

São observados alguns movimentos da membrana também, entre eles dois se destacam: a pinocitose e a fagocitose.

Outro movimento da membrana, presente em alguns tipos celulares com a ameba e os macrófagos, é a formação de pseudópodes. Esse movimento pode ser usado tanto para locomoção, no caso das amebas, ou na captura de materiais microscópicos e até outras células, como no caso dos macrófagos e das amebas novamente.

Gostou dessa aula sobre a Membrana Plasmática? Sugira uma aula que você gostaria de ver aqui no site

Para complementar está aula veja também a aula sobre as Organelas Citoplamáticas

Leitura sugerida:

Referências bibliográficas

  • Biologia celular e molecular – Link
  • Histologia Essencial – Link

Categorias: Aulas

Visualizar comentários (3)