Reino Fungi – Características Gerais dos Fungos

O Reino Fungi é composto por seres uni ou pluricelulares heterotróficos. Junto com as bactérias, são os principais decompositores do planeta Terra. Sua importância ecológica é tão grande quanto ao dos seres produtores e sem eles toda a vida em nosso planeta estaria comprometida. Os fungos podem ser encontrados em todos os cantos da crosta terrestre. Veja uma vídeo aula e um documentário e logo abaixo dos vídeos um Slide depois continue com o texto.

Vídeo Aula Características Gerais dos Fungos

Vídeo documentário

CARACTERÍSTICAS GERAIS DOS FUNGOS

Os fungos são seres:

  • eucariontes: apresentam membrana nuclear envolvendo o material genético.
  • pluricelulares ou unicelulares: são formados por muitas células ou por uma única célula.
  • heterótrofos: são organismos que não produzem seu próprio alimento e, por esse motivo, dependem de outros seres vivos para obtê-lo.

Os principais representantes do reino Fungi são os cogumelos, os bolores, as orelhas-de-pau e as leveduras (ou fermentos).

 

Veja essas Aulas no site

Podemos encontrar os fungos em ambientes terrestres úmidos, sombreados e também em ambientes aquáticos. Sua reprodução pode ser sexuada ou assexuada.

A maioria dos seres do Reino Fungi é saprófita, oi seja, se alimenta de matéria orgânica em decomposição. Alguns podem ser parasitas como é o caso das micoses. sua digestão é extracorpórea. Enzimas extracelulares fazem a digestão do material orgânico, depois os nutrientes são absorvidos.

Estrutura dos Fungos

Estruturalmente possuem uma parede celular de quitina, que é um polissacarídeo. Os fungos pluricelulares são formados por células alongadas constituindo estruturas filamentosas que recebem o nome de hifas. O conjunto de hifas, entrelaçam-se e acabam formando o corpo do fungo, esse conjunto de hifas forma uma estrutura chamada de micélio.

Reino Fungi – Características Gerais

O micélio fica na sua maior parte sob a superfície, abaixo do substrato nutritivo. eventualmente o micélio pode ficar acima da superfície, formando o corpo de frutificação. Alguns desses corpo de frutificação recebem o nome de cogumelo. É a parte que mais conhecemos do fungo.

Os fungos unicelulares não formam nem hifas nem micélios e geralmente possuem forma ovaladas ou esféricas. Recebem o nome genérico de leveduras e obtém energia através da fermentação quando não há oxigênio presente.

Principais filos do Reino Fungi

No reino fungi encontramos quatro filos distintos sendo eles: Zygomycota(Zigomicetos), Ascomycota (Ascomicetos), Basidiomycota(Basidiomicetos), Deuteromycota (Deuteromicetos). Veja abaixo um cladograma que representa a evolução dos grupos do reino fungi.

Principais filos do Reino Fungi

Os zigomicetos

São seres do  Reino Fungi que não formam corpo de frutificação. São pluricelulares e seu ambiente é terrestre.

Os Ascomicetos

Podem ser uni ou pluricelulares. Alguns são comestíveis, como as trufas. São amplamente utilizados na industria de fermentação alcoólica.

Os Basidiomicetos

Formam corpos de frutificação chamados basidiocarpos mais conhecidos como cogumelos. Alguns desses cogumelos podem conter substâncias alucinógenas e são em rituais religiosos e por tribos indígenas. Também são utilizados na gastronomia, no caso os champingons.

Neste link você poderá ver uma lista com os cogumelos venenosos.

Os Deutoromicetos

Os deutoromicetos causam controvérsias na classificação, pois os representantes do Reino Fungi que não são classificados em nenhum dos outros três filos, são classificados como deutoromicetos. Podem ser uni ou pluricelulares e podem ser encontrados em vários tipo de ambientes.

O Reino fungi pode causar vários prejuízos à agricultura e várias doenças em seres humanos, apesar disso possuem enorme importância econômica e ecológica.

Importância ecológica e econômica dos fungos

Os fungos desempenham papéis ecológicos e econômicos importantes, como na reciclagem de matéria orgânica e na produção de medicamentos e de alimentos.

Decomposição

Os fungos, sendo heterótrofos, obtêm alimento de diferentes fontes. A maior parte deles consegue seu alimento pela decomposição da matéria orgânica, como organismos mortos, frutas, entre outras. Nesses casos, as hifas liberam substâncias digestivas sobre a matéria orgânica e depois absorvem os nutrientes provenientes dessa digestão. Essa forma de se alimentar é chamada saprofagia.

Os fungos saprófagos, junto com certas bactérias, são os principais agentes decompositores do ambiente. A decomposição da matéria orgânica permite que os componentes de cadáveres, restos de plantas e de qualquer ser vivo possam retornar à natureza na forma de minerais. Por meio desse processo, mantém-se na natureza um estoque praticamente constante de nutrientes essenciais para o crescimento das plantas.

Embora seja natural, o processo de decomposição pode ser indesejável do ponto de vista humano, uma vez que alimentos, roupas, objetos de couro e de madeira, por exemplo, podem apodrecer pela ação de agentes decompositores.

Fungos usados como alimentos e medicamentos

champignon e o shitake são fungos que podem ser consumidos pelas pessoas. Alguns fungos são usados no processo de fabricação de queijos, conferindo-lhes gosto e aroma característicos.

Alguns fungos unicelulares, como as leveduras, participam da produção de bebidas alcoólicas. 0 vinho, por exemplo, é feito pela fermentação da uva, e a cerveja, pela fermentação da cevada. Essas bebidas são produzidas por um processo chamado fermentação alcoólicana ausência do gás oxigênio, há consumo dos açúcares da matéria orgânica pelos fungos e liberação de álcool etílico (etanol) e gás carbônico.

As leveduras da espécie Saccharomyces cerevisiae, conhecidas como fermento biológico, são utilizadas na fabricação de pães. Esses fungos são misturados aos ingredientes, como a farinha e o açúcar, que são fermentados pelas leveduras. O processo libera álcool e gás carbônico, o qual é responsável pelo crescimento da massa, já que se acumula em buraquinhos, tornando a massa macia e leve. O álcool formado evapora enquanto o pão é assado.

Algumas espécies de fungos são utilizadas na produção de medicamentos. Um exemplo é a penicilina, antibiótico utilizado no tratamento de infecções causadas por bactérias. O fungo do gênero Claviceps, conhecido como ergotina, produz uma substância parecida com o LSD (abreviação de dietilamida do ácido lisérgico), uma substância fabricada em laboratórios, O LSD é uma droga ilícita que produz alterações mentais chamadas alucinações: o usuário da droga vê coisas que não existem, por exemplo, e fica sem destino e objetivos que possam enriquecer sua vida pessoal.

É seguro comer qualquer cogumelo?

Alguns fungos, como o champignon, são comestíveis, mas a maioria dos cogumelos é venenosa. Os cogumelos brancos da espécie Amamta phalloides e as variedades amarelas ou vermelhas da espécie Amamta muscaria e do gêneroPsilocybe, por exemplo, têm um veneno tão forte que podem matar quem ingeri-los. Existem também cogumelos que causam efeitos alucinógenos e podem danificar o sistema nervoso.

Relações Ecológicas

Os fungos estabelecem relações com outros seres vivos. Vamos estudar algumas delas a seguir.

Mutualismo

Como exemplos de mutualismo, há os liquens  e as micorrizas (associação entre fungos e raízes de plantas, no capítulo 15). Em ambos os casos, as relações são benéficas e essenciais para a sobrevivência das espécies envolvidas.

Raízes

Parasitismo

Alguns dos fungos que se conhecem são parasitas, isto é, vivem à custa de outros seres vivos. Entre esses fungos, estão os que causam as micoses, doenças que podem ocorrer entre os dedos, debaixo das unhas, nas mucosas (tecido de revestimento das cavidades corporais, como a boca e a vagina) e em órgãos internos, como os pulmões.

Amensalismo

Esse tipo de relação acontece quando indivíduos de uma população secretam substâncias que inibem o crescimento de outras espécies.

Um caso de amensalismo foi observado por Alexander Fleming, que notou que não havia crescimento de bactérias nas placas de cultura contaminadas por fungos. Como vimos, essa observação permitiu a descoberta da penicilina.

Predatismo

Algumas espécies de fungos são predadoras, ou seja, matam outro ser vivo para dele obter seu alimento. Essa relação ocorre quando fungos capturam certos vermes microscópicos que vivem no solo. As hifas desses fungos produzem uma substância que faz com que o verme, ao tentar passar, fique grudado a ela. Assim, várias hifas envolvem o verme e penetram em seu corpo, digerindo-o ainda vivo. A morte do verme acontece cerca de duas horas após a captura.

BIOINDICADORES

Muitas espécies de fungos são sensíveis à poluição § do ar e podem atuar como bioindicadores ambientais, ou | seja, seu desaparecimento em certas regiões pode indicar, por exemplo, que elas estão excessivamente poluídas.

 Os liquens são um exemplo de bioindicadores, sendo que algumas espécies são mais sensíveis à poluição do que outras. A sobrevivência dos liquens depende quase exclusivamente da atmosfera que os cerca e da água da chuva. Portanto, qualquer substância que dificulte a fotossíntese das algas, que associadas aos fungos formam o líquen, pode provocara morte desses organismos.

As espécies mais sensíveis tendem a desaparecer de locais muito contaminados. Os liquens que apresentam cor alaranjada ou vermelha, por exemplo, só habitam ambientes extremamente limpos. Já aqueles com coloração esverdeada ou esbranquiçada são menos sensíveis à poluição. Assim, podemos perceber que, em parques ou ruas com pequeno fluxo de veículos, é possível encontrar maior variedade de liquens habitando esses ambientes.

Resumo da aula  Reino Fungi – Características Gerais

  • As principais características dos fungos.
  • Como os fungos se reproduzem e como obtêm alimento.
  • Os fungos e a decomposição.
  • Alguns produtos obtidos pelo ser humano a partir de fungos.
  • A fermentação realizada por fungos e alguns de seus produtos. « Algumas doenças causadas por fungos em animais e plantas.
  • Os liquens como organismos bioindicadores.

Se você ainda tem dúvidas sobre esta aula não deixe de nos enviar seu comentário.

Licença Creative Commons
Este Material de Planeta Biologia, exceto eventualmente materiais gerados externamente está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição 4.0 Internacional.

Quer receber mais AULAS GRÁTIS?

inscreva-se em nosso canal no YouTube
 

botao-youtube

39 thoughts on “Reino Fungi – Características Gerais dos Fungos”

    1. Uaaau Isaque. Comentários como esse são como luz solar em em nossos cloroplastos, são como Piruvato em nossa matriz mitocondrial e nós enchem de energia para produzir mais aulas.

      Valeu pelo seu Feedback! TMJ, é noiz queiroiz

  1. GOSTARIA DE SUGERIR QUE VCS FIZESSEM VIDEO AULA, TIPO AQUELO BIOLOGIA TOTAL, MAS SEM SER PAGO SABE. eU APRENDO MAIS QUANDO TEM UM VÍDEO EXPLICANDO. AGORA EU ACHO QUE ESSE SITE ARRASOU PORQUE NÃO SÓ TEXTOS MAS UMA AULA. tIPO, ME AJUDA MUITO NO SEMINARIO PRA QUEM UM TRABALHO PRA AMANHÃ.
    ADOREI, MAS GOSTARIA DE VIDEO AULA

    1. Estou pensado há algum tempo em fazer vídeos aulas. Ainda não tenho o material necessário pra fazer uma boa gravação, mas esse projeto está em meus planos. Valeu pela sugestão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer receber mais AULAS GRÁTIS?

inscreva-se em nosso canal no YouTube
 

botao-youtube

close-link
Não vai embora ainda!
Quer material pra estudar ou dar aula?
Inscreva-se grátis! 
Baixar Material
Lembre-se, você poderá cancelar a inscrição a hora que quiser
close-link

Você é  Professor(a)?

Aqui tem 5 Slides GRÁTIS    pra você baixar agora.
Baixar Slides
close-link
Close