a importância da água para os seres vivos

Você já sabe que a água é essencial à vida. Ela participa de várias reações que ocorrem nos organismos vivos, como o transporte de substâncias e a eliminação de resíduos. Uma pessoa pode sobreviver até 35 dias sem comer, mas ela morrerá se passar cerca de 5 dias sem ingerir líquidos. Veja o vídeo e o slide logo abaixo e depois continue a leitura.

QUANTIDADE DE ÁGUA NOS SERES VIVOS

Pode ser estranho considerar que alguns alimentos como grãos de milho tenham água. Entretanto, eles apresentam água, sim, só que, proporcionalmente, em quantidade muito menor do que em uma melancia, por exemplo. Veja na tabela abaixo a porcentagem de água em relação à massa total de alguns organismos (ou partes deles), que podem ser usadas na alimentação humana.

a importância da água para os seres vivos

Por que a pipoca estoura?

Ao colocarmos o grão de milho de pipoca no fogo, o aquecimento faz com que a água dentro dele vire vapor. A transformação da água em vapor aumenta a pressão interna do milho da pipoca e o grão estoura, fazendo com que o amido (carboidrato) contido nele se expanda, originando a massa branca da pipoca.

Nos seres humanos, a quantidade de água depende da idade do indivíduo. A quantidade de água do feto é cerca de 95% de sua massa. Nos jovens, chega a 75%, enquanto as pessoas mais idosas têm menos água em seu corpo, em torno de 55%.

Será que a quantidade de água também varia em nossos órgãos e tecidos? Pense em um osso, no coração e no sangue. Será que a quantidade de água neles é a mesma? Será que um osso tem água? A exemplo do que já mostramos nas sementes de vegetais, todos os órgãos do corpo humano apresentam certa quantidade de água. Veja a figura abaixo, que mostra algumas comparações.

Comparação água tecidos

A importância da água para os seres vivos.

Nos seres vivos, a água desempenha uma série de funções. Veremos algumas.

A água como solvente

A água tem a propriedade de dissolver várias substâncias e, por isso, ela é chamada de solvente universal.

A água está presente em todos os seres vivos, e a manutenção da vida depende de várias transformações que ocorrem no corpo. Essas transformações só são possíveis se as substâncias que compõem os organismos estiverem dissolvidas na água.

Nas células, as transformações das substâncias ocorrem porque elas estão dissolvidas no citoplasma, constituído em grande parte por água.

A CÉLULA

Todos os seres vivos são formados por unidades conhecidas por células (do latim cellula, diminutivo de cella = pequeno compartimento). As células são as unidades funcionais dos seres vivos, ou seja, todas as principais funções vitais são realizadas dentro de células.

A maioria das células dos animais apresenta três estruturas básicas: a membrana celularcitoplasma e o núcleo. A membrana plasmática delimita a célula. O núcleo guarda o material genético, um dos responsáveis pelas características dos seres vivos. O citoplasma é o meio interno da célula, onde ocorrem processos vitais.

A célula é a unidade básica dos seres vivos. Mais de 175 anos se passaram desde sua descoberta, em 1663, pelo cientista inglês Robert Hooke (1653-1703) até a sua descrição como a unidade dos seres vivos, feita independentemente pelos alemães M. J. Schleiden (botânico), em 1838, e Theodor Schwann (zoólogo), em 1839.

A água e a proteção do corpo

Você já reparou que os olhos estão sempre úmidos, independentemente de estarmos chorando ou não? A lágrima ajuda a manter o olho lubrificado, retendo poeira e protegendo de outros incômodos que possam prejudicara visão. Não é só nos olhos que a água age como lubrificante; ela está presente na saliva, evitando o ressecamento da boca e dos lábios, nas articulações dos ossos, diminuindo o atrito e o desgaste entre eles, por exemplo.

Outra função da água no organismo é nos proteger de algumas substâncias ou seres indesejados, como alguns microrganismos causadores de doenças. O muco nasal, por exemplo, tem essa função.

A água e o transporte de substâncias

Outra propriedade importante da água é servir como meio de transporte de substâncias. Nos seres vivos, as substâncias dissolvidas na água podem ser levadas para diversas partes do corpo.

No corpo humano, o transporte de substâncias é feito pelo sangue, que é uma mistura constituída principalmente por água. A parte líquida do sangue é chamada de plasma sanguíneo. É por meio do plasma sanguíneo que se dá o transporte de nutrientes que são absorvidos no sistema digestório para todas as células do corpo e o transporte de gás carbônico das células até os pulmões, onde ocorre a ventilação pulmonar. Nos pulmões, também ocorre a entrada do gás oxigênio, que também é transportado pelo sangue, por meio dos glóbulos vermelhos, também chamados de hemácias.

A água e a eliminação de resíduos

Nos organismos, os resíduos produzidos pelas células são dissolvidos na água e eliminados. Nos seres humanos, eles chegam ao sangue e são levados dissolvidos no plasma sanguíneo até os rins, onde são filtrados.

Os resíduos são eliminados pela urina.

A água e a manutenção da temperatura do corpo

Ao realizarem uma atividade física intensa, os músculos ficam muito quentes – dá para perceber isso só tocando na pele -, por isso sentimos calor. Logo depois do início da atividade, o corpo começa a suar, ou seja, eliminar gotículas de água junto com outras substâncias.

O suor na pele ajuda a manter a temperatura do corpo praticamente constante, entre 36,5 °C e 37 °C. Isso ocorre, pois a energia térmica do corpo é transferida para o suor, que evapora. Essa é mais uma propriedade importante da água para os seres vivos: manutenção da temperatura corporal.

O suor tem a mesma composição do xixi?

Não. O suor, expelido por estruturas da pele, é rico em água e contém pequenas quantidades de sais e ureia dissolvidos. Na água da urina (xixi), também encontramos dissolvidos sais, ureia e muitas outras substâncias que devem ser eliminadas. A quantidade de ureia presente na urina é muito maior do que a existente no suor. O suor tem uma concentração muito baixa de ureia, não chega nem perto da do xixi!

  • Proporção de água no corpo dos organismos.
  • As funções da água no organismo: como solvente, como protetora, como transportadora, como eliminadora de resíduos e como reguladora de temperatura.

O soro caseiro

soro caseiro é uma maneira emergencial e rápida de evitar a desidratação, principalmente em crianças. Ele é uma mistura de água, sal de cozinha e açúcar em quantidades adequadas.

Pode ser feito utilizando-se a colher de medida padrão, distribuída em postos de saúde. 0 soro não deve estar nem mais doce nem mais salgado do que a lágrima ou a água de coco.

O soro oral ou soro de reidratação oral pode ser feito a partir da mistura do conteúdo de um envelope, disponível em farmácias populares ou em postos de saúde, com água limpa. Ele é mais recomendado do que o soro caseiro por trazer as quantidades corretas de sais minerais e o balanço adequado de sais e açúcar.

Para preparar o soro oral, basta diluir o conteúdo do envelope em um litro de água filtrada e fervida. 0 soro deve ser consumido em até 24 horas após o seu preparo e o que sobrar deve ser descartado.

0 soro caseiro e o soro oral são indicados em casos de desidratação. Entre os sintomas estão boca seca, olho seco e choro sem lágrimas. A desidratação ocorre quando o organismo perde grandes quantidades de água e sais minerais, por exemplo, em casos de diarreia, associada ou não a vômitos. A diarreia pode ser causada por:

  • ingestão de microrganismos presentes na água
  • ou em alimentos mal lavados;
  • ingestão de alimentos estragados;
  • uso de mamadeiras, copos, pratos e outros
  • utensílios de cozinha mal lavados;
  • contaminação por vermes;
  • levar as mãos sujas à boca.

A diarreia pode levar à morte e pode ser evitada com a administração frequente de pequenas doses de soro caseiro ou soro oral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *