Cândida – O que é, sintomas e tratamentos – Candida albicans

Muitos estão familiarizados com infecções fúngicas e frequentemente os associam a condições facilmente reconhecíveis, como pé de atleta, infecções vaginais, micose e fungos nas unhas. O Centro de Controle de Doenças (CDC) estima que aproximadamente 75 por cento das mulheres adultas tenham experimentado alguma forma de infecção por fungos pelo menos uma vez durante a sua vida. Embora menos comuns, os homens também podem desenvolver infecções fúngicas.

Uma forma de infecção por fungos que muitos ignoram é super crescimento do fungo Candida albicans, comumente referido como simplesmente cândida. É uma condição relativamente comum com múltiplas causas que podem induzir uma ampla gama de sintomas. Ter uma maior compreensão desse fungo, seus sintomas, suas causas podem melhorar o diagnóstico e tratamento.

O que é cândida?

Também conhecida como candidíase, muitos não estão familiarizados com a principal causa de infecções fúngicas. A Candida albicans é uma levedura unicelular que é encontrada no trato digestivo de indivíduos saudáveis.

Frequentemente observado no esôfago e cólon. Em níveis apropriados, esta levedura não é ameaçadora e, na verdade, suporta melhor digestão e absorção de nutrientes. No entanto, se a prevalência de cândida atinge um nível inadequado, as dificuldades começam a surgir.

O super crescimento de cândida geralmente ocorre no esôfago, cólon, vagina, intestino delgado e estômago. À medida que a cândida se desenvolve e se instala, ela pode produzir endotoxinas que promovem ainda mais a propagação da levedura, ao mesmo tempo em que inibem a imunidade.

Se a infecção fúngica entra na corrente sanguínea e é transportada por todo o corpo, todos os órgãos podem ser afetados, resultando em envenenamento do sangue conhecido como septicemia cândida. Isto também é conhecido como candidíase catastrófica, que é normalmente visto em pacientes que sofrem de câncer ou AIDS. É mais comum ver casos graves de candidíase nesses pacientes, porque seu sistema imunológico já está gravemente enfraquecido ou totalmente não funcional.

Independentemente da disseminação, as endotoxinas produzidas pela cândida podem causar desconforto e coceira. A cândida que se espalhou para a boca através do esôfago é conhecido como sapinho. Geralmente, isso é visto em bebês que ainda não têm um sistema imunológico totalmente desenvolvido. Se candidíase for diagnosticada em um adulto, é provável que ela esteja sofrendo de uma deficiência imunológica severa.

Sintomas da Candida

Quantidades em excesso de Cândida albicans crescendo no intestino ou em outro lugar podem resultar em vários problemas de saúde e uma variedade de sintomas. O teste pode ser feito para identificar o super crescimento da cândida, mas o reconhecimento de sintomas pode acelerar o diagnóstico.

Candida albicans

Os sintomas comuns que acompanham o super crescimento da cândida incluem:

  • Pé de atleta
  • Condições autoimunes
  • Sensibilidades químicas e ambientais
  • Desejo de açúcar e carboidratos
  • Libido diminuída
  • Problemas digestivos, como constipação, inchaço, síndrome do intestino irritável, diarréia e flatulência depois de comer
  • Fadiga
  • Fibromialgia ou Síndrome de Fadiga Crônica
  • Flutuações de humor
  • Sensibilidades alimentares
  • Infecções fúngicas da pele e unhas
  • Cistite intersticial
  • Síndrome do intestino solto ou disbiose
  • Mal-estar ou depressão
  • Dor muscular ou articular
  • Síndrome pré-menstrual
  • Comichão retal
  • Infecções vaginais recorrentes ou infecções do trato urinário
  • Alergias sazonais
  • Condições da pele
  • Disfunção tireoidiana

A infecção devido ao crescimento excessivo de cândida pode desenvolver sintomas na região genital. O crescimento excessivo de cândida pode ser identificado através dos seguintes sintomas nos órgãos genitais:

  • Queimação
  • Coceira
  • Vermelhidão
  • Inchaço
  • Corrimento vaginal espesso

Os indivíduos podem sofrer alguns ou todos os sintomas acima em diferentes graus de intensidade. Se você está enfrentando mesmo uma pequena seleção desses sintomas, é prudente ser testado para cândida.

Causas da cândida

Desequilíbrios gastrointestinais podem resultar em inúmeras disfunções. Infelizmente, há uma variedade de fatores que podem afetar negativamente o delicado equilíbrio de bactérias benéficas e a Candida albicans potencialmente prejudicial.

Depleção de bactérias benéficas ou excesso de levedura no intestino pode resultar em super crescimento de cândida. Os seguintes fatores podem causar super crescimento de levedura:

  • Dieta contendo uma grande quantidade de açúcares refinados e carboidratos simples
  • Uso excessivo de antibióticos
  • Mudanças hormonais ou desequilíbrios
  • Imune supressão resultante de outra condição ou medicação
  • Maior consumo de alimentos fermentados
  • Toxicidade do mercúrio
  • Gravidez
  • Estresse
  • Uso de certos medicamentos, incluindo contraceptivos orais e corticosteróides

Recuperando o equilíbrio intestinal para combater a cândida

Há muitos medicamentos disponíveis que podem ajudar a tratar o crescimento de cândida e levedura, incluindo nistatina, Diflucan, Sporanox e Lamisil. No entanto, se estiver usando esses medicamentos, é importante monitorar de perto a resposta do seu corpo, pois há um risco de toxicidade hepática.

Nem todos os pacientes necessitam de medicação tão intensa e é melhor obter uma recomendação médica sobre como proceder com o tratamento.

Muitos profissionais acreditam que o melhor método para resolver problemas de cândida é através de mudanças na dieta e no estilo de vida. De maneira semelhante ao tratamento da disfunção autoimune, o suporte nutricional por meio de uma dieta otimizada é uma maneira eficaz de restaurar a funcionalidade.

Melhorar a sua dieta suporta o equilíbrio gastrointestinal e a função imunológica, removendo toxinas, fornecendo nutrientes apropriados e melhorando a restauração.

Vários alimentos e hábitos alimentares são conhecidos por sua capacidade de aliviar a cândida.

Consumir uma grande quantidade de vegetais e fibras, cozinhar com ervas como alho e orégano, beber muita água (e consumir cerca de um galão por dia) e incorporar óleo de coco nas refeições pode melhorar significativamente a autoimunidade e o equilíbrio gastrointestinal.

Veja também Doenças sexualmente Transmissíveis.

Além disso, evitar ou reduzir a ingestão de certas substâncias também pode fornecer uma suspensão da cândida. Limitar ou eliminar álcool, cafeína, açúcar, carboidratos refinados, grãos de glúten, fermento, laticínios e produtos à base de vinagre de uma dieta pode melhorar a saúde intestinal e ajudar a resolver o crescimento de levedura. Esses alimentos são freqüentemente uma fonte de sensibilidade em muitos indivíduos e podem causar inflamação e estresse indevidos.

Identificar sensibilidades alimentares individuais e, posteriormente, removê-los de sua dieta é extremamente benéfico para a função imunológica e equilíbrio gastrointestinal.

O açúcar é particularmente perigoso no que diz respeito ao crescimento das leveduras, pois é uma importante fonte de inflamação e é uma importante fonte de alimento para a levedura. Consumir açúcares refinados e carboidratos promove o crescimento e a propagação do fungo. As leveduras contam com uma ampla oferta de carboidratos simples e crescem rapidamente na presença de açúcar refinado.

Além disso, o aumento da ingestão de açúcares refinados tem sido associado ao comprometimento da função imunológica. À medida que a imunidade piora, também aumenta a capacidade do organismo de regular o crescimento das leveduras e limitar sua disseminação.

Otimizando a saúde intestinal para afastar a cândida

Ter uma maior compreensão de sua função intestinal e como o delicado equilíbrio de bactérias, leveduras e outros elementos benéficos influenciam a saúde é um fator importante na manutenção do bem-estar. Como muitas das substâncias encontradas no intestino, quando a Candida albicans é excessivamente prevalente, pode causar disfunções graves e generalizadas. Estar ciente dos muitos sintomas associados ajuda você a melhor identificá-lo e avançar com o tratamento.

Apoiar a imunidade e a saúde gastrointestinal através da dieta pode ser o melhor método para resolver a cândida. Tomar as medidas apropriadas para otimizar a dieta, como consumir mais alimentos fibrosos e eliminar substâncias nocivas, como açúcares refinados e carboidratos simples, pode ajudar a manter o intestino equilibrado e limitar o risco de super crescimento de levedura.

Referências

  1. Levedura e Candida. Murray Susser MD. http://www.murraysussermd.com/yeast-and-candida-los-angeles/
  2. https://www.youtube.com/watch?v=rdEfZMl6vQk

Quer receber mais AULAS GRÁTIS?

inscreva-se em nosso canal no YouTube
 

botao-youtube

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer receber mais AULAS GRÁTIS?

inscreva-se em nosso canal no YouTube
 

botao-youtube

close-link
Não vai embora ainda!
Quer material pra estudar ou dar aula?
Inscreva-se grátis! 
Baixar Material
Lembre-se, você poderá cancelar a inscrição a hora que quiser
close-link

Você é  Professor(a)?

Aqui tem 5 Slides GRÁTIS    pra você baixar agora.
Baixar Slides
close-link
Close