AulasCitologia

Complexo Golgiense – função, o que é, estrutura

O complexo golgiense tem vários nomes, como complexo de Golgi, aparato de Golgi ou corpo de Golgi. O nome é dado pelo nome do cientista que descobriu a organela, ou seja, Camillo Golgi. É encontrado em todas as células eucarióticas de plantas e animais. São organelas ligadas à membrana presentes no citosol da célula. Vamos explorar mais sobre o complexo de Golgi.

O corpo de Golgi compreende de 5 a 8 compartimentos em forma de taça, conhecidos como cisternas. As cisternas são bolsas empilhadas achatadas, em forma de disco, que compõem o aparelho de Golgi. Uma pilha de Golgi contém principalmente 4 a 8 cisternas. No entanto, aproximadamente 60 cisternas são encontradas em alguns protistas. Uma célula de mamífero contém cerca de 40 a 100 pilhas de cisternas.

As células animais geralmente contêm cerca de 10 a 20 pilhas de Golgi por célula, que são conectadas por conexões tubulares. Complexo de Golgi é encontrado principalmente perto do núcleo.

Funções do complexo golgiense

Sua principal função é o empacotamento e secreção de proteínas. Recebe proteínas do retículo endoplasmático. Ele o empacota em vesículas ligadas à membrana, que são então transportadas para vários destinos, como lisossomos, membrana plasmática ou secreção. Eles também participam do transporte de lipídios e da formação de lisossomos.

O complexo de golgiense é o local para a síntese de vários glicolipídios, esfingomielina, etc. Nas células vegetais , polissacarídeos complexos da parede celular são sintetizados no aparelho de Golgi.

Os sistemas de membranas que estão envolvidos na fabricação de proteínas (retículo endoplasmático granuloso) e de outras substâncias (retículo endoplasmático não granuloso) não acumulam seus produtos. As substâncias produzidas ficam contidas em pequenas bolsas, as vesículas. Estas, por sua vez, descarregam seus produtos em estruturas de armazenagem denominadas complexo golgiense.

sistemas de membranas aparelho de golgi
Representação gráfica de conjunto de cisternas mostrando as faces de entrada e de saída de vesículas desse conjunto.

As cisternas, um conjunto de bolsas membranosas achatadas, recebem as vesículas com as substâncias produzidas, as armazenam e eventualmente alteram essas substâncias, processando algumas reações químicas.

Do complexo golgiense brotam vesículas de transporte repletas de secreção, que são lançadas em direção à membrana plasmática. Ao atravessar a membrana, essas vesículas deixam a célula. Isso significa que esse conjunto de cisternas tem uma polaridade, ou seja, há um lado de entrada (chamado cis) e um lado de saída de substâncias (chamado trans).

Assim, o complexo golgiense deve ser visto como uma estrutura dinâmica que se modifica constantemente em função do que recebe do retículo endoplasmático e do que secreta para a célula.

Isso significa que existe um trânsito pelo complexo golgiense e, além disso, as vesículas podem brotar no retículo endoplasmático, quando são ditas imaturas, ou no complexo golgiense, quando são chamadas maduras. As vesículas maduras têm um composto associado à parte externa de suas membranas, o que as diferencia e as torna aptas a realizar outros processos, como a exocitose. Proteínas da matriz golgiense têm papel na organização do sistema de cisternas e divisão celular.

O trânsito de vesículas pode ocorrer de acordo com a produção de seu conteúdo (secreção constitutiva), ou a secreção pode ser regulada, isto é, as vesículas contendo as secreções só iniciam a exocitose após sinalização conferida por um agente externo, como um hormônio ou um neurotransmissor.

Complexo Golgiense - função, o que é, estrutura

O complexo golgiense produz vesículas de secreção que se encaminham para a membrana celular e podem iniciar o processo de exocitose (secreção constitutiva), ou vesículas que armazenam a secreção enquanto aguardam um sinal externo, conferido por um hormônio ou por um neurotransmissor, por exemplo (secreção regulada).

Teste seus conhecimentos sobre o aparelho de Golgi

1 – Qual estrutura é formada pelo processo de embalagem no aparelho de Golgi?

A – Grânulos de proteína
B – Ribossomos
C – Centrossomas
D – Lisossomos

2 -O local importante para a formação de glicoproteínas e glicolipídios é

A – Plastídio
B – Lisossoma
C – Vacúolo
D – Aparelho de Golgi

3 -O complexo de Golgi desempenha um papel importante

A – Na digestão de proteínas e carboidratos
B – Ao capturar a luz e transformá-la em energia química
C – Na modificação pós-traducional de proteínas e glicosidação de lipídios
D – Como organelas de transferência de energia

4 -O complexo de Golgi está presente em

A – núcleo
B – citoplasma
C – membrana de plasma
D – ambos A e B)

5 -As funções do complexo golgiense incluem

A – embalagem e secreção de proteínas
B – transporte de lipídios
C – formação de lisossomos
D – Tudo o que precede

Respostas

Q1: A resposta é D

A resposta correta é lisossomos

Q2: A resposta é D

A resposta correta é aparelho de Golgi

Q3: A resposta é C

A resposta correta é Na modificação pós-traducional de proteínas e glicosidação de lipídios

Q4: A resposta é B

A resposta correta é citoplasma

Q5: A resposta é D

A resposta correta é Todas as anteriores

Thiago Faruk

Thiago Faruk é biólogo formando pela USP e mestre em ensino de ciências e matemática pela Unicamp. É um grande prazer ser um colaborador do Planeta Biologia. Aqui minha função é produzir artigos e fazer curadoria de artigos que chegam até mim, fazendo correções, edições e oferecer aos nossos leitores o melhor conteúdo na área de biologia.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo