AulasZoologia

Os Mamíferos – Classificação e Características

Veja os principais exemplos de mamíferos, a sua fisiologia, alimentação, reprodução e muito mais

Os mamíferos são por definição, animais que mamam. Todos os mamíferos têm como características comuns a presença de glândulas mamárias.

Veja logo abaixo uma aula em vídeo e um slide  que possui muitas ilustrações  junto com informações e logo depois continue lendo o texto.

Simulado sobre os Mamíferos – teste seus conhecimentos.

Veja também as seguintes aulas:

O que vamos ver nessa aula

  • Características gerais
  • Revestimento e proteção
  • Classificação
  • Alimentação e digestão
  • Circulação e respiração
  • Excreção
  • Sistema nervoso e órgãos dos sentidos
  • Os mamíferos e o ser humano

Os Mamíferos: classificação e características gerais

Os Mamíferos - Classificação e Características

Os mamíferos são a classe de vertebrados mais complexa e nesta classe estão os seres humanos. Este grupo de animais é encontrado nas mais diversas regiões do globo terrestre, desde regiões desérticas até os polos.

Assim como as aves os mamíferos conseguem produzir e manter o calor, fato esse que proporciona aos mamíferos conquistarem os mais diversos tipos de territórios.

Há os mamíferos que podem voar, como o morcego, outros aquáticos, como os golfinhos, baleias e o peixe boi (também conhecido como manati), os que vivem entre a água e a terra, como urso marinho, leão marinho e focas. Há os exclusivamente terrestres como nós, os cachorros, elefantes ratos e tantos outros exemplos.

Podem ser bípedes como os seres humanos, quadrúpedes ou ainda possuir nadadeiras.

Revestimento e proteção

EpidermeO corpo dos mamíferos é total ou parcialmente coberto por pelos. Essa característica é exclusiva dos mamíferos. Não se deve confundir quando falamos de “pelos” de aranhas ou insetos, pois não são realmente pelos.

Os pelos nos mamíferos podem assumir diversas cores o que pode ajudar tanto predadores quanto as presas, além disso, ajudam na relação da temperatura corporal.

Mamíferos possuem glândulas sudoríparas e sebáceas que tem como função ajudar a diminuir a temperatura do calor e lubrificar e proteger a pele respectivamente.

As glândulas mamárias, ou mamas, só os mamíferos têm. Daí, vem o nome mamífero. Todo filhote de mamífero tem como sua primeira alimentação o leite.

Classificação dos mamíferos

Domínio: Eukaryota (Eucariontes)
Reino: Animalia
Subreino: Metazoa (Metazoarios)
Filo: Chordata (Cordados)
Subfilo: Vertebrata (Vertebrados)
Infrafilo: Gnathostomata (Gnostomados)
Superclasse: Tetrapoda (Tetrápodes)
Classe: Mammalia

A classe mamalia, possui uma grande diversificação de espécies. Vamos separar inicialmente a classe mamalia em Monotremos ou Monotremados, Marsupiais e Placentários.

evolução dos mamíferos

Monotremos (Monotrêmata)

São mamíferos mais antigos presentes atualmente. Possuem várias características em comum com os répteis, grupo do qual eles se originaram.

Esses animais possuem bico e as fêmeas são ovíparas. Há somente dois representantes desse grupo, o ornitorrinco e a equidna.  São encontrados na Austrália, na Tasmânia e Nova Guiné.

Aqui no site há algum tempo escrevi um artigo que fala sobre algumas curiosidades sobre os ornitorrincos.

Os ornitorrincos possuem uma membrana que utilizam para facilitar sua natação e os filhotes lambem o leito na barriga das mães, pois esse animal não possui uma teta.

Marsupiais

Quase todos os marsupiais que conhecemos são australianos, como os cangurus, os diabos da tasmânia, coalas o vombate além de outros.

Aqui no Brasil também tem marsupial, como os gambás, timbus e cuícas. Aliás, esses últimos são encontrados em boa parte da América

Os filhotes de marsupiais começam a se desenvolver dentro de um órgão das fêmeas, o útero. Esses animais não completam a gestação dentro das fêmeas e nascem prematuros.

Desse modo a fêmea transporta os filhotes dentro de uma bolsa chama de marsúpio, onde os filhotes vão terminar o desenvolvimento agarrados a uma glândula mamária.

Placentários (também são conhecidos como Eutherios)

Igualmente aos monotremados e marsupiais, a fecundação pé interna. Nos placentários os embriões se desenvolvem até nascer e ficam presos no interior do útero por uma estrutura chamada placenta, que se solta somente quando o embrião vai sair do útero. Sua função é realizar a troca de gases e nutrir o feto durante a gestação.

A placenta substitui a estrutura do ovo dos répteis e aves e confere uma maior proteção para o futuro filhote.

O grupo dos placentários são os mais abundantes entre os mamíferos e podem ser divididos em vários grupos. Veja abaixo as principais ordens dos placentários:

Principais ordens de Placentários (Eutéria):

  • Lagomorpha (lagomorfos)  – Exemplos: Lebre e coelho.
  • Rodentia (roedores) – Exemplo: Rato, porco-espinho, capivara, utia e esquilo.
  • Proboscídea (probocídeos) –  Exemplo: elefante.
  • Xenarthra (edentados) – Exemplo: Tamanduá, preguiça e tatu.
  • Insetívora (insetívoros) – Exemplo: Ouriço – cacheiro.
  • Carnívora (carnívoros) – Exemplo: Cão, gato leão, morsa, hiena.
  • Artiodactyla (artiodactílos) – Exemplo: Zebu, boi, camelo e carneiro.
  • Quiróptera (quirópteros) –  Exemplo: Morcegos. Único mamífero voadores.
  • Perissodactyla (perissodáctilos) – Exemplo: Zebra, cavalo, porco, e rinoceronte.
  • Cetácea (cetáceos) – Exemplo: Baleia e golfinho.
  • Sirenia (sirênios) – Exemplo: peixe-boi.
  • Primates (primatas) – Exemplo: Gorila chipanzé, mico e o homem.

Os Mamíferos - Classificação e Características

Alimentação e digestão

Os mamíferos se alimentam dos mais diversos tipos de alimentos, podem ser insetívoros, herbívoros, carnívoros e onívoros.

A forma dos seus dentes diz bastante do seu tipo de alimentação e se são presas ou predadores. Há três tipos de dentes encontrados nos mamíferos: os incisivos, caninos e molares. Para sugar o leito os mamíferos contam com lábios bem desenvolvidos.

O sistema digestório vai da boca até o ânus, com exceção dos monotremados que possuem cloaca.

Nos ruminantes, o alimento é engolido sem ser mastigado e depois volta para a boca para ser mastigado.

Circulação e respiração

Assim como nas aves, a circulação dos mamíferos é fechada e não há mistura de sangue venoso com sangue arterial. O coração possui quatro cavidades, sendo dois átrios e dois ventrículos.

O fato do sangue oxigenado não se misturar com o sangue venoso garante aos mamíferos uma maior eficiência metabólica.

A respiração é exclusivamente pulmonar, mesmo em animais aquáticos como golfinhos, baleias e peixes-bois. Graças a presença de milhares de alvéolos nos pulmões, os mamíferos possuem o sistema respiratório mais eficiente.

Músculos do diafragma que além de separar o tórax do abdome auxiliam na respiração através da diferença de pressão quando estes músculos contraem e descontraem.

Excreção

Os rins são os órgãos responsáveis pela inscrição nos mamíferos, retirando do sangue substâncias tóxicas que estão em excesso. A bexiga urinária é a responsável pelo armazenamento de urina produzida nos rins.

Nos mamíferos é bastante comum o uso da urina para demarcação de território, isso é importante para vários animais, pois assim delimitam um espaço para procurar alimentos reproduzir e garantir seus descendentes.

Sistema nervoso e órgãos dos sentidos

Nos mamíferos o sistema é dorsal e atinge o máximo de complexidade entre todos os seres vivos. O cérebro é mais desenvolvido e isso possibilita uma grande vantagem na disputa com outros animais.

Os mamíferos possuem diversos sentidos, entre eles os mais conhecidos são visa, audição, olfato, paladar e tato. Alguns outros animais como os tubarões possuem sentidos como a percepção de campos elétricos.

Alguns biólogos falam em seis sentidos comuns aos mamíferos, sendo o sexto sentido a propriocepção, que é o fato do animal sentir sede e fome, por exemplo.

No caso dos humanos esse sentido estaria relacionado também a sentidos como saudade e amor, por exemplo.

Reprodução

Nos mamíferos é sempre reprodução sexuada. Como exceção dos monotremados (ovíparos), todos são vivíparos, desenvolvem-se dentro do útero da mãe.

Órgãos com útero e ovário são exclusivos dos mamíferos e como já vimos, alguns possuem placenta.

O tempo de gestação e o número da prole são variáveis de espécie para espécie.

Os mamíferos e o ser humano

Os seres humanos interagem com várias espécies de mamíferos desde há muito tempo. Essa interação se dá de várias formas e em muitos casos é bastante prejudicial, visto que há muitas espécies em perigos de extinção. Há já no currículo da humanidade a culpa por várias extinções frutos das ações humanas.

Alguns termos que também estão relacionados aos mamíferos:

  • Subclasse Prototheria
  • Subclasse Theria
  • Infraclasse Marsupialia
  • Infraclasse Placentalia
  • Superordem Afrotheria:
  • Prototheria metatheria e eutheria

Resumo da aula Os Mamíferos – Classificação Características Evolução – Resumo

  • Todos os mamíferos têm glândulas mamárias e pelos
  • podemos classificá-los em Monotremos ou Monotremados, Marsupiais e Placentários
  • podem ser herbívoros, insetívoros, carnívoros e onívoros
  • O coração possui quatro cavidades: a circulação é fechada, não há mistura de sangue venoso com sangue arterial.
  • Junto com as aves têm o sistema sensorial mais desenvolvido do Reino animal
  • Se reproduzem de maneira sexuada

O que achou da aula Os Mamíferos – Classificação e Características? Não esqueça de dar suas opiniões

Referências bibliográficas

REECE, Jane B. et al. Biologia de Campbell. Artmed Editora, 2019. – Link

Fontes externas:

http://www.tolweb.org/tree?group=Mammalia&contgroup=Therapsida
http://planetabiologia.com/classe-mammalia-evolucao-reproducao-e-fisiologia/

Artigos relacionados

8 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Bloqueador de anúncio detectado

Por favor, desative o desbloqueador de anúncios!Precisamos manter o site no ar. Os anúncios nos ajudam a produzir esse conteúdo grátis pra você