Aulas

Ciliados – Filo Ciliophora

Conheça quem são os protozoários ciliados

Protozoários ciliados são seres unicelulares que se locomovem através de cílios. Seu representante mais conhecido é o paramécio.

Fazem parte do Reino ProtistaPor serem células maiores em comparação com outros organismos unicelulares, elas se alimentam de vários outros microrganismos, incluindo bactérias e algas.

Além dos cílios (uso para movimentação), os ciliados também possuem outras estruturas curtas semelhantes a pelos usadas na alimentação.

Exemplos de ciliados

Os ciliados mais comuns encontrados na natureza são:

  • Paramecium caudatum
  • Paramecium aurelia
  • Balantidium coli
  • Apospathidium terricola
  • Paraenchelys terricola

Habitats dos ciliados

Os protozoários ciliados são divididos em vida livre e parasitária.

Enquanto os ciliados vivos livres podem viver fora de um hospedeiro e ser encontrados em praticamente qualquer ambiente, os ciliados parasitas vivem no corpo do hospedeiro.

O paramécio é um exemplo de ciliado de vida livre. 

Espécies como Paramecium caudatum podem ser encontrados vivendo livremente em corpos de água doce, onde se alimentam de bactérias.

Ciliados como Balantidium coli podem ser encontrados em hospedeiros como seres humanos, onde vivem como endoparasitas e causam uma doença chamada de balantidiose.

Por outro lado, ciliados como Apospathidium terricola e Paraenchelys terricola podem ser encontrados no solo.

No entanto, a concentração destes no solo é dependente da quantidade de água no solo.

Quanto maior a concentração de água no solo, mais ciliados presentes.

Morfologia e principais características do filo ciliophora

Veja um vídeo sobre a morfologia e as principais características dos protozoários ciliados

Cílios

Como mencionado anteriormente, essa os cílios são a principal características dos protozoários ciliados.

Isso significa que eles são uma forma de protozoário com projeções semelhantes a pelos.

Os cílios se originam do córtex celular. Essas organelas são importantes para esses seres, uma vez que são usadas para o movimento.

Segundo estudos, os cílios também são usados ​​para rastejar ao longo de superfícies, bem como para fixação e percepção do ambiente.

Portanto, além de ajudar o organismo a se mover de uma região para outra, eles permitem que os ciliados sintam quaisquer mudanças em seus ambientes e, portanto, sejam capazes de responder de maneira eficaz.

Comparados aos flagelos presentes em outros organismos unicelulares, os cílios são mais numerosos e curtos e podem cobrir toda a superfície do organismo.

Através de seu movimento coordenado, eles são capazes de se mover rapidamente.

Núcleo

Comparados a outros seres unicelulares, os protozoários ciliados possuem dois núcleos: um micronúcleo e um macronúcleo maior.

O micronúcleo é composto por duas cópias de cada cromossomo, tornando-o um núcleo diploide.

Dependendo do ciliado, pode haver um ou vários micronúcleos em uma única célula.

O macronúcleo é maior contém pequenos pedaços de DNA (dezenas a milhares de cópias). Durante a divisão celular, os micronúcleos frequentemente sofrem mitose, enquanto o macronúcleo se dividem em dois.

Sulco Oral

Os ciliados, como o paramécio, têm uma estrutura semelhante à boca, conhecida como sulco oral, através do qual se alimentam.

Dentro desse sulco oral esses cílios modificados empurram a partícula alimentar através do citóstoma e depois para a citofaringe, atuando como esófago e entra no vacúolo alimentar, onde o substrato é decomposto.

No entanto, alguns não têm sulco oral (boca) e usam absorção para alimentar e obter nutrientes.

Vacúolo Contrátil

Os ciliados também têm um vacúolo contrátil que serve para coletar e remover o excesso de água da célula.

Quando a concentração de moléculas de água é alta no interior da célula, elas se movem para o vacúolo contrátil, que possui maior concentração de íons e, finalmente, são removidas da célula.

Esse processo permite que a célula mantenha a pressão osmótica e o equilíbrio iônico, além de impedir a explosão da célula devido ao excesso de água na célula.

Reprodução dos protozoários ciliados

Os ciliados podem se reproduzir sexualmente por conjugação, ou assexuadamente por fissão binária.

conjugação de protozoários

Durante a conjugação, reprodução sexuada, dois ciliados entram em contato um com o outro formando uma ponte citoplasmática entre eles.

Isto é seguido por um processo conhecido como meiose dos micronúcleos de qualquer célula para produzir micronúcleos haploides.

Alguns dos núcleos haploides sofrem desintegração, enquanto os demais se dividem em dois através de um processo conhecido como mitose em ambas as células.

Um dos núcleos então se move para a outra célula através da ponte citoplasmática, onde se funde com os micronúcleos da outra célula para formar um núcleo diploide, formando finalmente um macronúcleo quando as células se separam

Isto é seguido pela fissão da célula para formar duas células filhas. Cada uma das células filhas terá um macronúcleo e um micronúcleo.

Durante a fase de fissão, os micronúcleos da célula passam por mitose (dois micronúcleos diploides), enquanto o macronúcleo se divide em dois.

A célula então se divide em duas, dividindo-se em duas células filhas com um macronúcleo cada  e micronúcleos em cada uma das novas células.

Veja também

Referências

Pechenik, Jan A.  – Biologia dos Invertebrados 7ed – página 11 – Link

Daniel Pereira

Daniel Pereira é biólogo graduado pela Unesp e atualmente faz especialização em ensino de ciências e matemática. Professor de ciências e biologia é também o fundador do site Planeta Biologia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar