AulasEmbriologiaZoologia

O que é reprodução – Tipos

Veja as semelhanças e diferenças da reprodução sexuada e assexuada

A reprodução é um processo fundamental para a sobrevivência das espécies. Os organismos pluricelulares passam por processos de organização que resultam em um aumento de complexidade, com modificações bastante evidentes.

Todos crescem, modificam-se metabolizam, realizam ações e em determinado momento do ciclo vital podem se reproduzir se chegar a vida adulta. Veja dois vídeos antes de seguir com a leitura.

O que é Reprodução

A reprodução é fundamental para a perpetuação das espécies, uma vez que os seres vivos surgem apenas a partir de outros seres vivos iguais a eles por meio desse processo.

O conhecimento do ciclo reprodutivo dos seres vivos permite o desenvolvimento de estratégias e medidas para evitar a extinção, principalmente para os ameaçados, contribuindo dessa forma para a preservação das espécies, inclusive daquelas de interesse econômico.

 Na maioria dos casos, depende da formação de células reprodutoras ou gametas e da fecundação, isto é, da fusão de um gameta masculino com um gameta feminino, fora ou no interior do organismo feminino, para formar o zigoto ou célula-ovo, o ponto inicial da embriogênese, ou seja, o processo que leva à formação de um novo ser.

Você sabe quais são os tipos de reprodução?

Que células especiais estão envolvidas no processo?

Importância da reprodução

Os mecanismos utilizados pelos seres vivos para se reproduzirem podem ser enquadrados em dois padrões básicos: reprodução assexuada e sexuada. Na reprodução assexuada, um único indivíduo dá origem a seus descendentes.

Na reprodução sexuada, há necessidade da participação de dois indivíduos – um masculino e outro feminino -, cada um contribuindo com um tipo de célula reprodutora ou gameta. Nesse caso, os gametas devem se fundir para formar um novo indivíduo.

Por meio da reprodução assexuada, não ocorrendo mutações, os descendentes são cópias genéticas do indivíduo progenitor. Já na reprodução sexuada, os descendentes apresentam variedade genética bastante acentuada, pois as células reprodutoras são geneticamente diferentes e podem combinar-se de várias maneiras na fecundação.

Se por um lado a reprodução assexuada não promove variabilidade genética, fundamental para os seres vivos adaptarem-se às mudanças do ambiente, por outro, ela oferece algumas vantagens, como:

  • possibilita uma rápida multiplicação;
  • perpetua as boas características adaptativas de uma espécie – importantes na agricultura -, que poderiam se perder com a reprodução sexuada.

Você pode também querer ver uma aula sobre divisão celular por mitose.

Uma desvantagem pode ocorrer se o ambiente sofrer alterações desfavoráveis à espécie: todos os organismos sofrerão com isso, já que são geneticamente idênticos.

Tipos de Reprodução

Podemos dividir basicamente em dois tipos: assexuada e Sexuada.

Reprodução Assexuada

Na reprodução assexuada não há troca de material genético e o organismo filho é geneticamente idêntico ao organismo que o gerou. Há varias maneiras dos seres vivos se reproduzirem assexuadamente. As principais são:

  • brotamento ou gemiparidade
  • bipartição ou cissiparidade
  • fragmentação
  • propagação vegetativa
  • estrobilização
  • regeneração

O que é Reprodução Assexuada

Reprodução Sexuada

É a reprodução onde há troca de material genético e, em geral, se dá pela relação entre macho e fêmea. Em alguns casos existe autofecundação.

Existem três tipos:

  • conjugação
  • transformação
  • fecundação.

Conjugação

Em muito comum e seres unicelulares muito simples com as bactérias. A ilustração abaixo mostra como esse processo acontece.


conjugação-bacteriana

Fecundação

A fecundação por meio da fusão de duas células reprodutoras chamadas de gametas. A fusão dessas células vai originar um zigoto, que por sua vez, vai se desenbolver em um embrião.

o que é reprodução - tipos

Referências

Artigos relacionados

Um Comentário

  1. Só uma observação:
    Nem sempre a reprodução sexuada necessita de dois indivíduos, temos como exemplo os seres monóicos, onde um indivíduo é capaz de produzir gametas femininos e masculinos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Bloqueador de anúncio detectado

Por favor, desative o desbloqueador de anúncios!Precisamos manter o site no ar. Os anúncios nos ajudam a produzir esse conteúdo grátis pra você