AnatomiaAulasFisiologia

Pulmão: anatomia, função – Os pulmões

Como os pulmões funcionam, estruturas, qual a sua importância e suas funções

Nessa aula sobre o pulmão, iremos estudar as suas funções, sua anatomia, estruturas e sua importância para o funcionamento do sistema respiratório.

Os pulmões são os órgãos onde ocorre toda a troca gasosa acontece. Daí a sua importância. Seu funcionamento está intimamente associado ao sistema circulatório.

Dê uma olhada no vídeo abaixo para uma introdução de como funcionam esse órgão.

O que é o Pulmão

O pulmão é um órgão esponjoso responsável pela respiração. Temos dois pulmões. Um de cada lado do tórax. Sua função principal é promover a toca de gases, eliminando o gás carbônico e oxigenando o sangue.

É no interior dos pulmões que estruturas chamadas de alvéolos pulmonares promovem a hematose, ou seja, as trocas de gasosas.

Em seu interior que se encontram a maior parte dos brônquios e os bronquíolos, além é claro, dos alvéolos pulmonares.

Índice

Localização dos pulmões

Os pulmões se localização no interior de nossa caixa torácica. Um do lado direito e outro do lado esquerdo.

Se estendem lateralmente nas metades direita e esquerda ao redor do coração. A caixa torácica é uma estrutura de ossos que envolve e protege a cavidade torácica, com 12 costelas protegendo cada um dos dois pulmões.

Função do Pulmão

A principal função dos pulmões é realizar a troca de oxigênio e dióxido de carbono com o ar da atmosfera.

Para esse fim, os pulmões trocam gases respiratórios através de uma grande área de superfície epitelial – cerca de 70 metros quadrados – que é altamente permeável aos gases.

Não há dúvida que o pulmão é um dos principais órgãos do corpo humano.

Cada pulmão abriga estruturas das zonas respiratória e condutora.

Fisiologia dos Pulmões

A respiração é amplamente impulsionada pelo diafragma muscular na parte inferior do tórax.

A contração do diafragma puxa para baixo o fundo da cavidade na qual o pulmão está encerrado, aumentando o volume, e portanto, diminuindo a pressão, fazendo com que o ar flua para as vias aéreas e os pulmões.

Durante a respiração normal, a expiração é passiva – nenhum músculo é contraído – e o diafragma relaxa de seu estado contraído.

O recuo elástico dos pulmões puxa automaticamente os pulmões para dentro durante a expiração.

A própria caixa torácica também pode se expandir e contrair em algum grau durante a respiração, por meio da ação de outros músculos respiratórios e acessórios.

Como resultado, o ar é transportado para dentro ou expelido para fora dos pulmões.

A principal função dos pulmões é a troca gasosa, que ocorre nos alvéolos pulmonares.

O oxigênio se dissolve através da matriz extracelular dos alvéolos que permite que o gás se difunda nos capilares com base nas pressões parciais relativas dos gases (gases fluem de áreas de alta pressão para baixa pressão).

Ductos alveolares

O oxigênio se difunde passivamente no sangue desoxigenado dos capilares, enquanto o dióxido de carbono se difunde passivamente do sangue desoxigenado para as vias aéreas.

Dito isso, podemos afirmar que o pulmão apresenta três funções principais:

  • Ventilação Pulmonar
  • Hematose pulmonar
  • Inspiração e expiração

Ventilação do pulmão

Ventilação pulmonar é processo pelo qual o ar flui pelas vias respiratórias e como consequência, pelo próprio pulmão. Também é conhecido como respiração pulmonar.

inspiração expiração

Esse processo vai fazer com que o ar seja constantemente renovado no interior dos pulmões.

Todo o processo de ventilação pulmonar ocorre graças ao movimento do diafragma, possibilitando assim a inspiração e a expiração.

Isso vai fazer com que o próximo processo fisiológico ocorra: a hematose pulmonar.

Hematose pulmonar

A hematose pulmonar é a finalidade principal do sistema respiratório. Trata-se da troca de gases.

Homeostase através do controle do pH do sangue

No interior dos alvéolos é que o processo de hematose ocorre. O gás oxigênio passará para o sangue, enquanto o gás carbônico será liberado.

Inspiração e expiração

É o movimento de entrada e saída do ar das vias respiratórias.

Inspiração é a entrada de ar. Expiração é a saída do ar.

Circulação pulmonar

O lado direito do coração trata da circulação pulmonar. No final da circulação sistêmica, as veias levam o sangue de volta ao coração pela veia cava.

A circulação pulmonar também é conhecida como pequena circulação. A imagem abaixo mostra a grande circulação e a circulação pulmonar.

Sistema Circulatório

A veia cava enche o átrio direito com sangue, que então o ejeta para o ventrículo direito, passando pela válvula tricúspide.

Depois que o sangue preenche o ventrículo direito, ele se contrai e bombeia o sangue através da válvula pulmonar e para as artérias pulmonares.

Existem duas artérias pulmonares (uma para cada pulmão) que levam o sangue desoxigenado aos pulmões através do hilo.

As artérias se ramificam nos capilares dos alvéolos. Os capilares são o tipo mais fino e menor de vaso sanguíneo e fornecem oxigênio a tecidos individuais em todo o corpo humano.

A troca gasosa ocorre por difusão passiva nos alvéolos, de modo que o oxigênio dissolvido entra nos capilares, enquanto o dióxido de carbono deixa a circulação pulmonar.

O sangue oxigenado sai dos pulmões pelas veias pulmonares (também contidas no hilo), que devolvem o sangue para o lado esquerdo do coração, completando o ciclo da circulação pulmonar.

Esse sangue então entra e se enche dentro do átrio esquerdo, que o bombeia através da válvula mitral (também chamada de bicúspide) para o ventrículo esquerdo.

O sangue preenche o ventrículo esquerdo e é bombeado pela válvula aórtica para a aorta, que marca o início da circulação sistêmica.

A circulação sistêmica e a circulação pulmonar formam o ciclo geral do sistema circulatório: transporte de oxigênio por todo o corpo.

Anatomia do Pulmão

Os pulmões são órgãos emparelhados em forma de pirâmide que são conectados à traqueia pelos brônquios direito e esquerdo.

Principais estruturas dos pulmões

Na superfície inferior, os pulmões são delimitados pelo diafragma. O diafragma é o músculo achatado em forma de cúpula localizado na base dos pulmões e na cavidade torácica.

Os pulmões são cercados pelas pleuras, que estão ligadas ao mediastino.

O pulmão direito é mais curto e largo que o esquerdo, e o esquerdo ocupa um volume menor que o direito.

incisura cardíaca é um recorte na superfície do pulmão esquerdo e permite espaço para o coração. Também pode ser chamado de cavidade cardíaca.

O ápice do pulmão é a região superior, enquanto a base é a região oposta próxima ao diafragma.

A superfície costal do pulmão limita as costelas. A superfície mediastinal está voltada para a linha média.

Lóbulos e fissuras dos pulmões

Cada pulmão é dividido em lobos por fissuras. Ambos os pulmões têm fissura oblíqua e o direito é dividido por uma fissura transversal.

A fissura oblíqua no pulmão esquerdo separa o lobo superior e o inferior. A fissura oblíqua e horizontal divide os pulmões em lobos superiores, médio e inferior. Assim, o pulmão direito tem três lobos, enquanto o esquerdo tem dois.

Cada lobo é suprido por um brônquio lobar. Os lobos são subdivididos por segmentos bronco-pulmonares que são supridos pelos brônquios segmentares.

No interior dos pulmões podemos encontrar estruturas fundamentais para o seu funcionamento. Essas estruturas são:

  • Brônquios
  • Bronquíolos
  • Alvéolos pulmonares

Brônquios

Parte dos brônquios estão fora dos pulmões. Logo quando se ramificam da traqueia em dois brônquios primários. Cada uma dessas ramificações se liga a cada um dos pulmões.

Brônquios primarios, secundários terciários

No interior do pulmão, os brônquios vão se ramificando e ficando cada vez mais finos.

São três tipos de brônquios: primários, secundários e terciários.

Os brônquios promovem a ventilação pulmonar dentro dos pulmões ligando a traqueia até os bronquíolos.

Bronquíolos

Os bronquíolos se originam das ramificações menores dos brônquios terciários.

Bronquíolos terminais e bronquíolos respiratórios

Os bronquíolos estão completamente no interior dos pulmões e são os responsáveis por fazer a ligação entre os brônquios e os alvéolos pulmonares.

Além de promover a respiração pulmonar, também realizam alguma troca gasosa através dos bronquíolos respiratórios.

Alvéolos Pulmonares

Os alvéolos pulmonares são os responsáveis por realizar a hematose pulmonar, ou seja, as trocas gasosas com o sangue.

Imagem em 3D realística mostrando estruturas dos alvéolos pulmonares

Os alvéolos absorvem o gás carbônico enquanto fixa o oxigênio nos capilares que estão em contato com os sacos alveolares

Hilo Pulmonar

O hilo é uma depressão triangular localizada acima e atrás da incisura cardíaca.

O hilo é a raiz do pulmão que contém estruturas que suprem os pulmões com sangue, fluido linfático e inervação, como veia pulmonar, artéria pulmonar, nervos pulmonares e vasos linfáticos.

Essas estruturas são delimitadas pela pleura. Há um hilo para cada pulmão encontrado no mediastino (parte posterior) dos pulmões. 

O hilo é mais fino no pulmão esquerdo em comparação com o direito porque fica entre a incisura cardíaca e o sulco da aorta.

Essa estrutura é importante porque é o principal meio pelo qual o sistema respiratório se liga aos sistemas cardiovascular e nervoso.

Pleura

Cada pulmão é revestido e envolvido por um saco pleural seroso que consiste em duas membranas contínuas.

A pleura visceral ou pulmonar envolve cada um dos pulmões,

A pleura parietal reveste as cavidades pulmonares e adere à parede torácica, mediastino e diafragma.

A pleura parietal consiste em quatro partes: pleura costeira que reveste a superfície interna da parede torácica, pleura mediastinal que reveste a face lateral do mediastino, pleura diafragmática que reveste a superfície superior do diafragma em cada lado do mediastino, pleura cervical estende-se através da abertura torácica superior até a raiz do pescoço, formando uma cúpula em forma de xícara sobre o ápice do pulmão.

Veja aqui no site uma aula completa sobre a Pleura Pulmonar.

Diafragma

O diafragma, uma camada de músculo esquelético que fica abaixo dos pulmões, desempenha um papel importante na inalação. 

Leitura sugerida

Resumo em tópicos

  • A principal função dos pulmões é transportar oxigênio da atmosfera para a corrente sanguínea e liberar dióxido de carbono da corrente sanguínea para a atmosfera.
  • Cada alvéolo está fortemente envolvido em vasos sanguíneos e é aqui que realmente ocorre a troca gasosa.
  • O diafragma se contrai durante a inspiração e relaxa durante a expiração.
  • A cavidade pleural é o espaço cheio de líquido entre às duas camadas da pleura e fornece um espaço para o pulmão se expandir durante a inalação.
  • Os pulmões humanos estão localizados em duas cavidades de cada lado do coração e são separados em lobos por fissuras.
  • Os dois pulmões não são idênticos. O pulmão direito tem três lobos e o esquerdo dois lobos. Eles são divididos em segmentos e, em seguida, em lóbulos.
  • Lóbulos são divisões hexagonais dos pulmões que são a menor subdivisão visível a olho nu.
  • O pulmão direito é dividido pela fissura oblíqua, que separa o lobo inferior dos lobos médio e superior, e pela fissura horizontal, que separa o lobo superior do médio.
  • O pulmão esquerdo humano é dividido em dois lobos, um superior e um inferior, pela fissura oblíqua. Possui um entalhe cardíaco, uma impressão côncava moldada para acomodar a forma do coração.
  • A língua não é tecnicamente um lobo, mas é o pulmão esquerdo equivalente ao lobo médio do pulmão direito.
  • O hilo é a raiz do pulmão e contém as estruturas envolvidas na circulação pulmonar, bem como os nervos pulmonares e os vasos linfáticos.
  • A circulação pulmonar é a parte do sistema cardiovascular que transporta o sangue sem oxigênio do coração para os pulmões e retorna o sangue oxigenado (rico em oxigênio) para o coração.
  • A circulação sistêmica é a parte do sistema cardiovascular que leva oxigênio aos tecidos do corpo. O sangue desoxigenado entra no átrio direito. O sangue então se move para o ventrículo direito, que bombeia o sangue do coração para os pulmões, onde libera dióxido de carbono e capta oxigênio.
  • O sangue oxigenado sai dos pulmões pelas veias pulmonares, completando o ciclo pulmonar. Esse sangue entra no átrio esquerdo e é então transferido para o ventrículo esquerdo, que bombeia o sangue recém-oxigenado de volta à circulação sistêmica.
  • As artérias pulmonares transportam sangue desoxigenado para os pulmões, onde ele libera dióxido de carbono e capta oxigênio durante a respiração.
  • Uma embolia pulmonar pode ocorrer se o sangue se acumular nas veias das pernas e formar um coágulo devido à imobilização. O coágulo de sangue resultante pode bloquear a artéria pulmonar e causar a morte dos alvéolos dentro do pulmão.

Glossário desta aula

  • átrio: uma câmara superior do coração que recebe sangue das veias e a força para um ventrículo.
  • cavidade cardíaca: uma impressão côncava moldada no pulmão esquerdo para acomodar a forma do coração.
  • embolia pulmonar: bloqueio do fornecimento de sangue aos pulmões por um coágulo sanguíneo.
  • hilo: A raiz do pulmão que contém as veias pulmonares e artérias que fornecem sangue aos pulmões.
  • pleura: o revestimento membranoso de camada dupla da cavidade torácica que cobre os pulmões.
  • ventrículo : a câmara inferior do coração que recebe sangue do átrio e o bombeia para as artérias.

Referência bibliográficas

  • LECHNER, Andrew J.; MATUSCHAK, George M.; BRINK, David S. Pulmões: uma abordagem integrada à doença. AMGH Editora, 2013. Link
  • BERTO, Kened Avilas; BERTO, Brenon Avilas. ASPECTOS ANATÔMICOS DO TÓRAX: Anatomia Torácica. Gacina, 2015. Link

Fontes externas

Partes dos texto parcialmente traduzidos de:

Daniel Pereira

Daniel Pereira é biólogo graduado pela Unesp e atualmente faz especialização em ensino de ciências e matemática. Professor de ciências e biologia é também o fundador do site Planeta Biologia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar