AnatomiaAulasFisiologia

Boca: anatomia, função – cavidade oral

Entenda a anatomia da cavidade oral e suas principais funções

A boca é porta de entrada do sistema digestório. Também pode ser chamada de cavidade oral. Essa estrutura vai realizar diversas funções em nosso organismo.

A cavidade oral consiste em duas porções, o vestíbulo e a cavidade oral propriamente dita.

Nessa aula vamos entender as principais estruturas presentes no interior da boca, sua anatomia e principais funções.

O que é a boca

A boca é uma cavidade ovalada presente na cabeça dos animais. As duas funções principais da boca são comer e falar.

As partes da boca incluem os lábios, vestíbulo, cavidade bucal, gengivas, dentes, palato duro e mole, língua e glândulas salivares. A boca também é conhecida como cavidade oral ou cavidade bucal.

Anatomia da Boca

As principais estruturas da boca incluem:

  • Lábios – duas estruturas móveis e musculares que formam a entrada da boca. Os lábios marcam a transição da pele para a membrana mucosa úmida.
  • O vestíbulo – o espaço entre o tecido mole (lábios e bochechas), os dentes e gengivas. O vestíbulo é mantido úmido por secreções das glândulas salivares parótidas, localizadas na frente das orelhas e atrás do ângulo da mandíbula.
  • Cavidade bucal – a cavidade bucal é delimitada por várias estruturas. Os arcos alveolares (estruturas ósseas que contêm os dentes) circundam a cavidade bucal na frente e nas laterais – acima estão os palatos duro e mole e abaixo está a língua. A cavidade bucal é mantida úmida por secreções das glândulas salivares submaxilares e sublinguais localizadas no assoalho da boca, abaixo da língua.
  • Gengivas – são constituídas por tecido fibroso e denso que reveste as arcadas alveolares e envolve os dentes.
  • Dentes – uma pessoa tem dois conjuntos de dentes ao longo da vida. A criança média tem seu conjunto completo de 20 dentes primários (ou de leite ou de bebê) aos três anos de idade. Os dentes decíduos começam a cair entre as idades de seis e sete anos e são gradualmente substituídos por dentes permanentes (ou secundários ou adultos). Por volta dos 21 anos, uma pessoa média tem 32 dentes permanentes – 16 na mandíbula superior e 16 na mandíbula inferior.
  • Palato – consiste nos palatos duro e mole. O palato duro é o céu da boca ossudo. O palato mole é uma prega de membrana que fica entre a cavidade bucal e a parte posterior da garganta. A pequena parte pendente que você pode ver quando coloca a língua para fora e diz ‘ah’ é chamada de úvula.
  • Língua – a língua é composta quase inteiramente por fibras musculares. É dividido em uma porção oral (ponta, lâmina, frente, centro e costas) e uma seção faríngea (garganta). A língua nos ajuda a provar, falar e engolir.
  • Glândulas salivares menores – produzem o fluido claro (saliva) que mantém a boca úmida e contém enzimas para decompor os alimentos. Essas glândulas são encontradas em vários locais ao redor da boca, incluindo a parte interna das bochechas.
Principais estruturas presentes na boca cavidade bocal

Função da Boca

A cavidade oral representa a primeira parte do tubo digestivo. 

Sua função primária é servir como entrada do trato alimentar e iniciar o processo digestivo por salivação e propulsão do bolo alimentar para a faringe.

Ele também serve como um conduto respiratório secundário, um local de modificação do som para a produção da fala e um órgão de percepção sensorial.

Digestão

O trato digestivo começa na boca. A digestão começa quando o alimento é levado à boca, triturado pelos dentes e umedecido com saliva.

A saliva tem uma enzima digestiva chamada amilase, que começa a quebrar os carboidratos em açúcares.

Os movimentos da língua ajudam a empurrar a massa úmida e macia de alimento para o fundo da boca, onde pode ser engolida.

Uma aba de pele chamada epiglote se fecha sobre a traqueia para garantir que o alimento seja direcionado para o esôfago – o tubo que leva ao estômago.

Um órgão para a comunicação

Falar requer uma série complexa de eventos para ocorrer exatamente na ordem certa.

O ar expelido atravessa as cordas vocais na laringe. As cordas vocais vibram, o que produz som.

O tipo de som depende do aperto das cordas vocais e da força do ar expelido.

Os movimentos da língua e dos lábios ajudam a moldar os sons. Outras estruturas da boca envolvidas na produção de sons incluem o palato duro, palato mole e o nariz.

Leitura sugerida

Referências bibliográficas

  • Berkovitz, B. K. B., Holland, G. R., and Moxham, B. J., A Colour Atlas and Textbook of Oral Anatomy, Wolfe, London, 1978. Nice illustrations of gross anatomy, histology, and embryology.
  • Wheeler, R. C., An Atlas of Tooth Form 4th ed., W. B. Saunders Company Philadelphia, 1969.
  • CODEA, André; VICENTINI, Caio. Anatomia Humana. Clube de Autores (managed), 2009 – Link

Fontes externas: parcialmente traduzido de https://www.betterhealth.vic.gov.au/health/ConditionsAndTreatments/mouth

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Bloqueador de anúncio detectado

Por favor, desative o desbloqueador de anúncios!Precisamos manter o site no ar. Os anúncios nos ajudam a produzir esse conteúdo grátis pra você