Aulas

Divisão Celular: fases resumo

Entenda como a célula se divide e quais são os tipos de divisão celular

Divisão Celular: fases resumo
4.8 (96.36%) 22 votos

A divisão celular é o processo em que as células usam para se dividirem e assim aumentar o seu número. Uma célula mãe vai dar origem a duas células filhas. A divisão celular tem como função a reparação dos tecidos celulares, no crescimento e até mesmo na continuação de uma espécie. Ocorre em seres unicelulares e pluricelulares.

Existem dois tipos básicos de divisão celular em organismos procariontes: a mitose e a meiose. Os seres procariontes como bactérias e cianofíceas se dividem por fissão binária.

Nesta aula veremos as diferenças e semelhas desses dois tipos de divisão. Veremos as fases do ciclo celular e o que acontece co as células e suas estruturas internas durante o processo de divisão celular. Dê uma olhada na vídeo aula e nos slides abaixo. Há uma explicação completa sobre o assunto. Rico em exemplos e ilustrações, você vai entender esse assunto de vez.

Logo abaixo está o slide dessa vídeo aula logo acima. Use-o em sua aula ou apresentação.

Gostou do Slide acima? O que você acha de baixar um kit Slides com mais de 100 slides como essas? Se quiser é só acessar o link abaixo:
Kit Slides de Biologia 

A divisão celular pode ser dividade basicamente em duas: Mitose e a Meiose. Tanto meiose quanto a mitose tem várias fases com características próprias. Todas essas fases são chamadas de ciclo celular.

Divisão Celular: fases resumo

Vejamos em detalhes cada uma dos tipos de divisão

Resumo das fases da mitose

São quatro as fases da Mitose:

  • prófase
  • prometáfase
  • metáfase
  • anáfase
  • telófase.

Resumo das fases da meiose

A principal função da meiose é a produção de gametas, para poder trocar material genético durante a reprodução sexuada. A Meiose pode ser dividida em duas partes principais: Meiose 1 e Meiose 2.

Fases da Meiose 1

  • prófase 1
  • metáfase 1
  • anáfase 1
  • telófase 1

Fases da Meiose 2

  • prófase 2
  • metáfase 2
  • anáfase 2
  • telófase 2

Veja a vídeo aula abaixo detalhando as fases da meiose.

Definição da Divisão Celular

A divisão celular é um processo em que as células duplicam as suas estruturas internas como o DNA e as organelas. A célula que inicia o processo de divisão é chamada de célula mãe. Ao final da divisão teremos duas células filhas.

O tipo de divisão celular vai depender do tipo de organismo. Existem vários tipos de divisão celular. Tanto células eucariontes quanto células procariontes se dividem.

As bactérias por exemplo faz um tipo de divisão chamada de fissão binária. Os eucariontes, que são seres pluricelulares, se dividem através da mitose e da meiose.

No caso da mitose, as células filhas são idênticas a célula mãe. Enquanto a meiose acontece apenas para a formação de gametas. Isso significa dizer que as células filhas durante a meiose possuem apenas a metade do material genético contido no núcleo.

Tipos de Divisão Celular

São três os tipos de divisão celular:

  • Fissão binária: ocorre apenas nos seres procariontes como as bactérias
  • Mitose: ocorre nos eucariontes para repor, reparar e crescer
  • Meiose: usada para a produção de células sexuais

Divisão celular em procariontes

Procariontes replicam através de um tipo de divisão celular conhecida como fissão binária. Os procariontes são organismos simples, com apenas uma membrana e nenhuma divisão internamente. Assim, quando um procarioto se divide, simplesmente replica o DNA e se divide ao meio.

O processo é um pouco mais complicado do que isso, já que o DNA deve primeiro ser desenrolado por proteínas especiais.

Embora o DNA em procariontes geralmente exista em um anel, ele pode ficar emaranhado quando está sendo usado pela célula.

Para copiar o DNA de forma eficiente, ele deve ser esticado. Isso também permite que os dois novos anéis de DNA criados sejam separados depois de serem produzidos.

Os dois filamentos de DNA separam-se em dois lados diferentes da célula procariota. A célula fica mais longa e se divide no meio. O processo pode ser visto na imagem abaixo.

Fissão Binária

Divisão celular em procariotos

O DNA é a linha emaranhada. Os outros componentes estão rotulados. Plasmídeos são pequenos anéis de DNA que também são copiados durante a fissão binária e podem ser capturados no ambiente, a partir de células mortas que se quebram.

Estes plasmídeos podem depois ser replicados adicionalmente. Se um plasmídeo é benéfico, aumentará em uma população. Isto é em parte como acontece a resistência aos antibióticos nas bactérias.

Os ribossomos são pequenas estruturas de proteínas que ajudam a produzir proteínas. Eles também são replicados para que cada célula possa ter o suficiente para funcionar.

Divisão das células eucariótica: Mitose

Os organismos eucarióticos possuem organelas ligados à membrana e ao DNA existente nos cromossomos, o que dificulta a divisão celular.

A mitose é uma forma de divisão celular eucariótica que produz duas células-filhas com o mesmo componente genético que a célula-mãe.

Os cromossomos replicados durante a fase S são divididos de forma a assegurar que cada célula-filha receba uma cópia de cada cromossomo. Ao dividir ativamente as células animais, todo o processo leva cerca de uma hora.

Os cromossomos replicados são ligados a um “aparato mitótico” que os alinha e depois separa as cromátides irmãs para produzir uma partição uniforme do material genético.

Essa separação do material genético em uma divisão nuclear mitótica (ou cariocinese) é seguida por uma separação do citoplasma da célula em uma divisão celular (ou citocinese ) para produzir duas células-filhas.

Em alguns organismos unicelulares, a mitose forma a base da reprodução assexuada. Em organismos multicelulares diploides, a reprodução sexual envolve a fusão de dois gametas haploides para produzir um zigoto diploide.

As divisões mitóticas do zigoto e das células filhas são então responsáveis ​​pelo crescimento e desenvolvimento subsequentes do organismo. No organismo adulto, a mitose desempenha um papel na substituição de células, cicatrização de feridas e formação de tumores.

A mitose, embora seja um processo contínuo, é convencionalmente dividida em cinco estágios: prófase, prometáfase, metáfase, anáfase e telófase.

Os eucariotos devem replicar seu DNA, organelas e mecanismos celulares antes de se dividirem. Muitas das organelas se dividem usando um processo que é essencialmente uma fissão binária, levando os cientistas a acreditar que eucariontes foram formados por procariontes vivendo dentro de outros procariontes.

Divisão Celular Eucariótica: Mitose

Depois que o DNA e as organelas são replicados durante a interfase do ciclo celular , o eucariota pode iniciar o processo de mitose.

O processo começa durante a prófase, quando os cromossomos se condensam. Se a mitose prosseguisse sem que os cromossomos se condensassem, o DNA se emaranharia e quebraria.

O DNA eucariótico está associado a muitas proteínas que podem dobrá-lo em estruturas complexas. À medida que a mitose prossegue para a metáfase, os cromossomos estão alinhados no meio da célula.

Cada metade de um cromossomo são conhecidas como cromátides irmãs, porque são cópias replicadas umas das outras. São separadas em cada metade da célula à medida que a mitose prossegue. No final da mitose, outro processo chamado citocinese divide a célula em duas novas células filhas.

Veja mais detalhes na aula Fases da Mitose.

Principais eventos na mitose

Todos os organismos eucarióticos usam mitose para dividir suas células. No entanto, apenas organismos unicelulares usam a mitose como forma de reprodução.

Estágios da mitose

Como já foi dito no começo desse artigo, a mitose tem 4 fases principais: a prófase, metáfase, anáfase e telófase.

A mitose começa com prófase na qual o cromossomo é condensado. A célula prossegue para a metáfase onde os cromossomos estão alinhados na placa metafásica.

Em seguida, os cromossomos são separados em anáfase e o citoplasma da célula é comprimido durante a telófase . A citocinese é o processo final que quebra a membrana celular e divide a célula em duas.

profase metáfase anáfase telofase

A maioria dos organismos multicelulares reproduz sexualmente e combina seu DNA com o de outro organismo para se reproduzir. Nestes casos, os organismos precisam de um método diferente de divisão celular.

A mitose produz células idênticas, mas a meiose produz células com metade da informação genética de uma célula normal, permitindo que duas células de diferentes organismos da mesma espécie se combinem.

As principais fases da mitose

Prófase

A prófase ocupa mais da metade da mitose. A membrana nuclear se quebra para formar várias pequenas vesículas e o nucléolo se desintegra.

Uma estrutura conhecida como o centrossoma duplica-se para formar dois centrossomas filhos que migram para as extremidades opostas da célula.

Os centrossomas organizam a produção de microtúbulos que formam as fibras do fuso que constituem o fuso mitótico.

Os cromossomos se condensam em estruturas compactas. Cada cromossomo replicado pode agora ser visto consistindo de duas cromátides idênticas (ou cromátides irmãs ) mantidas juntas por uma estrutura conhecida como centrômero .

Prometafase

Os cromossomos, ligados por seus centrômeros, migram para o plano equatorial na linha central da célula – em ângulos retos com o eixo formado pelos centrossomas.

Esta região do fuso mitótico é conhecida como placa metafásica. As fibras do fuso se ligam a uma estrutura associada ao centrômero de cada cromossomo chamado cinetocoro.

Fibras de fuso individuais ligam-se a uma estrutura cinetocórica em cada lado do centrômero. Os cromossomos continuam a se condensar.

Metáfase

Os cromossomos se alinham ao longo da placa metafásica do aparato do fuso. É nessa fase em que os cromossomos apresentam o maior grau de condensação.

Na metáfase podemos melhor visualizar o cromossomos em um microscópio óptico.

Anáfase

A anáfase é estágio mais curto da mitose.

Os centrômeros se dividem, e as cromátides irmãs de cada cromossomo são separadas – ou ‘desmembram’ – e se movem para as extremidades opostas da célula, puxadas pelas fibras do fuso ligadas às regiões cinetocóricas.

As cromátides irmãs separadas são agora referidas como cromossomos filhos . (É o alinhamento e separação na metáfase e na anáfase que é importante para assegurar que cada célula-filha receba uma cópia de cada cromossomo).

Veja mais detalhes em uma aula completa sobre a anáfase

Telófase

A telófase é estágio final da mitose e a reversão de muitos dos processos observados durante a prófase.

As reformas da membrana nuclear ao redor dos cromossomos se agrupam em qualquer um dos pólos da célula, os cromossomos se desenrolam e se tornam difusos, e as fibras do fuso desaparecem.

Citocinese

A divisão celular final para formar duas novas células. Nas plantas, uma placa de células se forma ao longo da linha da placa metafásica; nos animais há uma constrição do citoplasma. A célula então entra em interfase – o intervalo entre as divisões mitóticas.

Divisão Celular Eucariótica: Meiose

Meiose é a forma de divisão celular que produz células sexuais haplóides ou gametas (que contêm uma única cópia de cada cromossomo) de células diplóides (que contêm duas cópias de cada cromossomo).

O processo assume a forma de uma replicação de DNA seguida de duas divisões celulares e nucleares sucessivas (Meiose I e Meiose II). Assim como na mitose, a meiose é precedida por um processo de replicação do DNA que converte cada cromossomo em duas cromátides irmãs.

Em animais sexualmente reprodutores, é geralmente necessário reduzir a informação genética antes da fertilização.

As principais fases da meiose

Os estágios da meiose são semelhantes à mitose, mas os cromossomos agem de maneira diferente. Meiose tem duas fases, que incluem duas divisões celulares separadas sem o DNA replicando entre elas.

Meiose I e meiose II têm os mesmos 4 estágios da mitose: prófase, metáfase, anáfase e telófase. A citocinese conclui as duas rodadas de meiose.

Meiose

Você pode ver mais detalhes na aula Fases da Meiose

Meiose I

Meiose I separa os pares de cromossomos homólogos.

Na Meiose I, uma divisão celular especial reduz a célula de diploide para haploide.

Prófase I

Os cromossomos homólogos emparelham e trocam o DNA para formar cromossomos recombinantes. A prófase I é dividida em cinco fases:

  • Leptoteno : os cromossomos começam a se condensar.
  • Zigoteno : cromossomos homólogos tornam-se intimamente associados (sinapses) para formar pares de cromossomos (bivalentes) consistindo de quatro cromátides (tétrades).
  • Paquíteno : cruzamento entre pares de cromossomos homólogos para formar quiasmas.
  • Diploteno : os cromossomos homólogos começam a se separar, mas permanecem ligados por quiasmas.
  • Diacinese : os cromossomos homólogos continuam a se separar e os quiasmas se movem para as extremidades dos cromossomos.

Prometáfase I

Aparelho de fuso formado e cromossomos ligados a fibras de fuso por cinetocoros.

Metáfase I

Pares homólogos de cromossomos (bivalentes) dispostos em fila dupla ao longo da placa metafásica. A disposição dos cromossomas emparelhados em relação aos pólos do aparelho de fuso é aleatória ao longo da placa metafásica. (Esta é uma fonte de variação genética através de sortimento aleatório, como os cromossomos paterno e materno em um par homólogo são semelhantes, mas não idênticos.

O número de arranjos possíveis é 2 n , onde n é o número de cromossomos em um conjunto haploide. os seres têm 23 cromossomos diferentes, então o número de combinações possíveis é 2 23 , que é mais de 8 milhões.)

Anáfase I

Os cromossomos homólogos em cada bivalente são separados e se movem para os pólos opostos da célula.

Telófase I

Os cromossomos se tornam difusos e as reformas da membrana nuclear.

Citocinese

A divisão celular final para formar duas novas células, seguida pela Meiose II. Meiose I é uma divisão de redução: a célula diploide original tinha duas cópias de cada cromossomo; as células haploides recém-formadas têm uma cópia de cada cromossomo.

Meiose II

Meiose II separa cada cromossomo em duas cromátides.

Os eventos da Meiose II são análogos aos de uma divisão mitótica, embora o número de cromossomos envolvidos tenha sido reduzido pela metade.

A meiose gera diversidade genética reformulando :

  • a troca de material genético entre cromossomos homólogos durante a Meiose I
  • o alinhamento aleatório dos cromossomos maternos e paternos na Meiose I
  • o alinhamento aleatório das cromátides irmãs em Meiose II

Algumas plantas podem existir com muitas cópias do código genético, mas na maioria dos organismos é altamente prejudicial ter cópias demais.

Humanos com até uma cópia extra de um cromossomo podem sofrer alterações prejudiciais ao seu corpo. Para neutralizar isso, os organismos sexualmente reprodutores sofrem um tipo de divisão celular conhecida como meiose.

Como antes da mitose, o DNA e as organelas são replicados. O processo de meiose contém duas divisões celulares diferentes, que acontecem lado a lado.

A primeira meiose, a meiose I , separa os cromossomos homólogos. Os cromossomos homólogos presentes em uma célula representam os dois genes alelos de cada gene que um organismo possui.

Esses genes alelos são recombinados e separados, de modo que as células-filhas resultantes têm apenas um alelo para cada gene e nenhum par homólogo de cromossomos.

A segunda divisão, a meiose II , separou as duas cópias do DNA, assim como na mitose. O resultado final da meiose em uma célula é de 4 células, cada uma com apenas uma cópia do genoma, que é metade do número normal, como mostrado na figura acima.

Os organismos normalmente empacotam essas células em gametas, que podem viajar para o ambiente para encontrar outros gametas.

Quando dois gametas do tipo certo se encontram, um fertilizará o outro e produzirá um zigoto. O zigoto é uma única célula que sofrerá mitose para produzir os milhões de células necessárias para um grande organismo. Assim, a maioria dos eucariotos usa mitose e meiose, mas em diferentes estágios do seu ciclo de vida.

Diagrama de meiose

Na prófase I, os cromossomos são condensados.

Na metáfase I, os cromossomos se alinham através de seus pares homólogos.

Quando são separados em anáfase I e telófase I, existe apenas uma forma de cada gene em cada célula, conhecida como divisão de redução.

A meiose II procede da mesma maneira que a mitose, que cromátides irmãs que se dividem na placa metafásica.

Na telófase II, existem 4 células, cada uma com metade dos alelos como a célula-mãe e apenas uma única cópia do genoma. As células agora podem se tornar gametas e se fundem para criar novos organismos.

Termos de Biologia Relacionados a Divisão Celular

  • Cromossomo – Fios de DNA que carregam informações genéticas, várias das quais são necessárias para a maioria dos organismos.
  • Mitose – Divisão celular em eucariotos.
  • Meiose – O processo de divisão celular que cria gametas.
  • Fissão Binária – O processo de divisão celular em procariontes, que simplesmente divide o conteúdo das células.

Leitura sugerida:

Referências bibliográficas:

Redação Planeta Biologia

Planeta Biologia é uma site de educação com foco na produção de conteúdos para ensino fundamental e ensino médio. Desde 2012 escreve, produz slides e vídeos com o objetivo de auxilar o ensino de ciências e biologia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar