Aulas

Algas – características, tipos

O que são algas, sua reprodução, importância e classificação

Algas são seres clorofilados, unicelulares ou pluricelulares. Suas células são eucariontes e tem capacidade de realizar fotossíntese. Podem ser encontrados em ambientes aquáticos, salgado ou doce, ambientes terrestres e até em simbiose com fungos.

Antes, eram classificadas como plantas, porém, hoje em dia estudamos elas como parte do reino Protista.

A ficologia é a área da biologia que estuda as algas.

Definição

“Alga é um termo que descreve um grupo grande e incrivelmente diversificado de formas de vida eucarióticas e fotossintéticas. Esses organismos não compartilham um ancestral comum e, portanto, não estão relacionados entre si (polifiléticos). ”

Características das Algas

Anatomicamente, eles são semelhantes a outro grande grupo de organismos fotossintéticos – as plantas.

No entanto, é aí que as diferenças terminam, pois as algas carecem de muitos componentes estruturais normalmente presentes nas plantas, como caules, brotos e folhas verdadeiros.

Além disso, eles também não têm tecidos vasculares para circular nutrientes essenciais e água por todo o corpo.

Várias características das algas são comuns às plantas e aos animais.

Por exemplo, elas podem fotossintetizar como plantas, e possuem estruturas especializadas e organelas celulares, como centríolos e flagelos, encontrados no reino animal.

Listados abaixo estão algumas das suas principais características.

  • São organismos fotossintéticos
  • Podem ser seres unicelulares ou multicelulares
  • Não possuem um corpo bem definido; portanto, estruturas como raízes, caules ou folhas estão ausentes
  • São encontradas onde há umidade adequada.
  • A reprodução nas algas ocorre nas formas assexuada e sexuada. A reprodução assexuada ocorre por formação de esporos.
  • São de vida livre, embora algumas possam formar uma relação simbiótica com outros organismos.

Habitat

As algas existem em ambientes que variam de oceanos, rios e lagos a lagoas, águas salobras, no solo, na rocha, como epífitas ou parasitas em plantas e animais, em fontes termais, no deserto, e até na neve. Mas eles residem principalmente em ambientes aquáticos.

A maioria requer um ambiente úmido ou aquoso; portanto, são onipresentes perto ou dentro de corpos d’água.

Tipos de algas

Tipos de algas

Existem muitos tipos de algas, vou listar aqui alguns dos tipos mais importantes.

Exemplos multicelulares incluem algas gigantes e marrons. Exemplos unicelulares incluem diatomáceas, Euglenofitas e Dinoflagelados.

São geralmente verdes, mas podem ser encontradas em uma variedade de cores diferentes, como marrons e vermelhas.

Por exemplo, as algas que vivem na neve contêm pigmentos carotenoides, além da clorofila, dando à neve circundante um tom vermelho distinto.

Algas unicelulares

Como o próprio nome diz, algas unicelulares são organismos que possuem uma única célula.

Elas são importantes componentes do fitoplâncton. Além disso, são responsáveis pela produção de certa de 68% do gás oxigênio em nosso planeta.

São encontradas principalmente em ambientes marinhos, mas também estão presentes em água doce e até em ambientes terrestres úmidos.

Como principais exemplos podemos citar: as diatomáceas, euglenófitas, pirrófitas e as bacilariófitas.

Algas pluricelulares

Como o próprio nome diz, as algas pluricelulares são os organismos formados por várias células.

São muito abundantes em ambiente marinho, porém também podem ser encontradas em ambientes dulcícolas

Esses organismos se organizam em colonias. O hábito colonial é alcançado pela agregação frouxa de células dentro de um investimento mucilaginoso comum.

As células destes geralmente permanecem conectadas umas às outras por fios citoplasmáticos.

Quando uma colônia tem um número definido de células com uma forma e disposição definidas, é chamada de colônia.

Variam em forma e cor. Sua cor é determinada pela predominância de pigmentos presentes em suas células.

Entre os principais representantes desse grupo podemos citar as rodofíceas, clorofíceas e feofíceas.

Algas marinhas

algas do mar

As algas marinhas são os representantes mais abundantes. Podem ser unicelular ou pluricelular. Variam tanto na forma quanto na cor.

São de grande importância ecológica, estando na base da cadeia alimentar como produtores.

Muitas delas podem ser comestíveis como é o caso da nori, a kombu e a kelps.

Hoje há várias pesquisas que apontam que esses seres podem ter um grande potencial no tratamento de doenças.

Entre os principais exemplos podemos citar

Algas vermelhas

Também chamada Rhodophyta, é uma espécie distinta encontrada nos ecossistemas marinhos e de água doce.

Os pigmentos ficocianina e ficeritrina são responsáveis ​​pela coloração vermelha característica das algas.

Algas verdes

Trata-se de um grande grupo de com os pigmentos fotossintéticos primários clorofila A e B, juntamente com pigmentos auxiliares, como xantofilas e beta-caroteno.

Organismos superiores usam algas verdes para conduzir a fotossíntese para eles. Outras espécies de  têm uma relação simbiótica com outros organismos.

Seus principais membros são flagelados unicelulares e coloniais.

Algas azuis não são algas

No passado, as algas azuis eram um dos tipos mais conhecidos desse grupo. Também são chamadas de cianofíceas.

No entanto, elas são organismos procariontes, ou seja, não possuem um núcleo.

Atualmente. não são incluídas no grupo das algas, isso porque todas as elas são classificadas como organismos eucarióticos.

As cianobactérias vivem em ambientes úmidos ou aquáticos, assim como outras algas.

Isso inclui barragens, rios, reservatórios, riachos, lagos e oceanos. Esta classe de bactérias obtém energia através do processo de fotossíntese.

Ecologicamente, algumas espécies de cianobactérias são muito importantes para o meio ambiente, pois fixam o nitrogênio no solo. Portanto, eles também são chamados de bactérias fixadoras de nitrogênio.

No entanto, outros tipos de cianofíceas podem ser tóxicos para os seres humanos.

Elas podem ser neurotóxicas, afetando o sistema respiratório ou nervoso, causando paralisia

Podem ser também hepatotóxicos (causam falha no fígado). Além disso, alguns podem atuar como indicadores de saúde ambiental, sinalizando a extensão da poluição.

Reprodução

As algas reproduzem-se por dois meios:  assexuado e sexuado.

A reprodução sexuada está ausente na classe Myxophyceae, mas elas podem se reproduzir por meios vegetativos e assexuais.

Em outros grupos, a reprodução ocorre pelos métodos assexuais e sexuais são muito comuns.

Por fim, a reprodução sexuada envolve a união de células sexuais, os gametas, e o resultado da união de gametas é o zigoto (2n), que na germinação dá origem a novas plantas.

Os gametas são incapazes de desenvolver uma nova planta em germinação.

Exemplos de Algas

Exemplos mais conhecidos incluem:

  • Nostoc
  • Fucus
  • Diatomáceas
  • Spirogira

Outros exemplos menos conhecidos incluem:

  • Microcystis
  • Lentilha-d’água
  • Pandorina

Podem ser usadas como biocombustível

Desenvolvimentos recentes em ciência e tecnologia permitiram que esse organismos fossem usadas como fonte de combustível.

A demanda global por produtos petrolíferos e a saúde ambiental em declínio levaram ao uso de alternativas ecológicas, como o biocombustível de alga.

Portanto, o combustível de alga é uma alternativa cada vez mais viável aos combustíveis fósseis tradicionais.

É usado para produzir tudo, desde o diesel “verde” ao combustível de aviação “verde”. É semelhante aos outros biocombustíveis feitos de milho e cana-de-açúcar.

Leitura adicional:

Perguntas frequentes

1. O que são algas?

São um grupo grande e diversificado de organismos eucarióticos e fotossintéticos que não estão necessariamente relacionados entre si.

Ao contrário das plantas tradicionais, elas não têm raízes, caules e folhas verdadeiras.

Portanto, eles precisam estar perto de um ambiente úmido ou aquoso para sobreviver. Em outras palavras, eles não possuem tecido vascular necessário para a condução de água e minerais.

As algas são classificadas principalmente nos seguintes tipos:

  • vermelhas
  • verdes
  • marrons
  • pardas

Características gerais das algas.

  • São de natureza unicelular ou multicelular
  • Encontrado em locais úmidos
  • O modo de reprodução pode ser tanto sexual quanto assexual
  • Reprodução assexuada ocorre por formação de esporos
  • A reprodução sexual ocorre pelo contato físico dos gametas haplóides
  • Falta um corpo bem definido
  • Eles são de natureza fotossintética
  • São principalmente de vida livre
  • Nostoc
  • Spirogira
  • Diatomáceas
  • Lentilha-d’água

6. As algas são bactérias ou plantas?

Nenhuma nem outra. Atualmente são classificadas como protistas.

O termo algas é usado para descrever um grande grupo de organismos fotossintéticos eucarióticos.

7. As algas são tóxicas para os seres humanos?

Geralmente inofensivas para os seres humanos. No entanto, certas espécies de algas podem formar colonias, o que pode ter efeitos prejudiciais à saúde humana e ao meio ambiente.

8. Como as algas são úteis?

Responda

9. Por que as algas são importantes?

Elas constituem a principal fonte de alimento para muitos organismos da cadeia alimentar. Do ponto de vista econômico, as algas são muito úteis para criar biomassa ou fertilizantes, pois crescem muito rapidamente.

Referências Bibliográficas

OLIVEIRA, Letícia Castelo Branco Peroba de. Propriedades bioativas dos polissacarídeos sulfatados da alga comestível Gracilaria birdiae. 2014. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal do Rio Grande do Norte. < https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/19468 >

SÁNCHEZ, Enrique Eduardo Rozas; FREITAS, José Carlos de. Ações farmacológicas dos extratos orgânicos da alga marinha Galaxaura marginata (Rhodophyta, Nemaliales). 2004 < https://repositorio.usp.br/item/001388065 >

Daniel Pereira

Daniel Pereira é biólogo graduado pela Unesp e atualmente faz especialização em ensino de ciências e matemática. Professor de ciências e biologia é também o fundador do site Planeta Biologia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar