O que é

O que são nematocistos – função

Entenda como uma nematocisto funciona e onde são encontrados

O nematocisto é uma estrutura presente nos cnidócitos dos animais do filo cnidária. Funciona como um gatilho que ao ser pressionado ou tocado vai se prender no tecido da presa e liberar uma sustância urticante com capacidade de paralisar um animal.

A maioria dos cnidários possui tentáculos e muitos também possuem nematocistos, presentes em células pungentes especializadas – os cnidócitos. Ambos estão envolvidos na alimentação.

Os cnidários são caracterizados pela presença de três camadas de tecidos, uma epiderme protetora externa, uma camada intermediária chamada mesogleia e uma camada interna chamada gastroderme, cuja função é principalmente digestiva. A mesogleia de cnidários não é tão altamente desenvolvida quanto a mesoderme de outros grupos de animais, sendo primariamente gelatinosos com apenas algumas células fibrosas ou parecidas com amebas.

Os cnidários possuem apenas uma abertura digestiva, que serve como boca e ânus. Esta abertura é cercada por tentáculos e leva a uma cavidade digestiva interna chamada cavidade gastrovascular .

Os cnidários alimentam-se usando tentáculos que estão incrustados com nematocistos pungentes. Os nematocistos são farpas com pequenos gatilhos parecidos com cabelos que são ativados pelo contato com a presa.

Como funcionam os nematocistos – função

 

A maioria dos nematocistos requer estimulação em mais de um modo sensorial antes de disparar. Por exemplo, um nematocisto tem em sua ponta uma estrutura chamada cnidocílio e pode responder apenas se houver estimulação mecânica do contato físico com a presa, bem como estimulação química que sinalize a presença de presas adequadas.

cnidoblasto cnidócito

A medida que os nematocistos disparam, as farpas se desdobram e ficam embutidas no tecido da presa. Ao mesmo tempo, os nematocistos injetam a presa com uma toxina imobilizadora através de um longo fio oco dentro da farpa.

Uma vez que a presa foi capturada e subjugada, os cnidários usam tentáculos para trazer a presa para a cavidade gastrovascular.

Dentro da cavidade gastrovascular, o alimento é quebrado em pequenas partículas por enzimas digestivas secretadas pelas células gastrodérmicas que revestem a cavidade.

As minúsculas partículas são então captadas pelas células gastrodérmicas, e a digestão é completada em vacúolos digestivos (pequenas cavidades) dentro dessas células. Os restos indigestos da presa são expelidos da boca da cavidade gastrovascular.

Uma hipótese sobre a origem dos nematocistos sugere que eles eram endossimbiontes procarióticos que viviam em células eucarióticas como mutualistas (mutualismos são relações ecológicas entre indivíduos de duas espécies diferentes, em que os membros de ambas as espécies obtêm benefícios da relação), da mesma forma que organelas ( partes especializadas de células) como as mitocôndrias e os cloroplastos são consideradas originárias.

Assuntos relacionados

Referências bibliográficas

  • Biologia Marinha – 8ed – Link

Daniel Pereira

Daniel Pereira é biólogo graduado pela Unesp e atualmente faz especialização em ensino de ciências e matemática. Professor de ciências e biologia é também o fundador do site Planeta Biologia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar