Início / Aulas / Parasitismo, parasitoses, parasitas e hospedeiros

Parasitismo, parasitoses, parasitas e hospedeiros

Nesta aula vamos ver um resumo sobre o que é parasitismo, parasitoses, parasitas e hospedeiros em uma vídeo aula. Você poderá ler mais detalhes destes conceitos abaixo da vídeo aula. Lembrando que esse é um assunto que Enem e vestibulares adoram. Sempre cai. eles adoram falar de doenças. Veja a vídeo aula logo abaixo e depois continue com a leitura.

Características gerais

Parasitismo é uma interação biológica em que um ser vivo — o parasita — vive à custa de outro — o hospedeiro —, alimentando-se de seus tecidos ou de seus fluidos orgânicos. Alguns parasitas, chamados monoxênicos(monóxenos), completam seu ciclo de vida em um hospedeiro. Porém, há outros parasitas, chamados heteroxênicos (heteróxenos) que precisam de mais de um hospedeiro para completarem seus ciclos de vida. Nos parasitas de reprodução sexuada. e assexuada, o hospedeiro definitivo é aquele no qual o parasita se reproduz sexuadamente. Já o hospedeiro intermediário é aquele em que o parasita se reproduz assexuadamente. Usam-se ainda as expressões hospedeiro vertebrado e hospedeiro invertebrado.

Chama-se reservatório o ser vivo ou o substrato (como o solo e a água) em que o parasita pode viver e se reproduzir e a partir do qual pode ser veiculado para um hospedeiro.

O agente biológico que transporta o parasita até o hospedeiro chama-se vetor. O plasmódio da malária, por exemplo, é veiculado por um mosquito do gênero Anopheles (mosquito-prego), o vetor desse parasita.

Agente etiológico é o organismo causador de uma doença: o plasmódio é o agente etiológico da malária.

Período de incubação é o tempo entre a entrada de um agente infeccioso em um organismo e o aparecimento das primeiras manifestações.

Doença de Chagas

O causador é um protozoário, o tripanossomo (espécie Trypanosoma cruzi), . No hospedeiro vertebrado (mamíferos), o protozoário encontra-se com flagelo no sangue  e sua forma sem flagelo pode se desenvolver em outros tecidos.

O causador da doença de chagas tem seu ciclo de vida em dois hospedeiros diferentes, um no barbeiro e outro em um mamífero.

 O barbeiro pica um animal infectado e assim o parasita é ingerido e multiplica-se no tubo digestivo do inseto. Ao picar uma pessoa ou animal saudável, o barbeiro defeca na mesma hora e elimina os protozoários na fezes, que por sua vez penetrarão no corpo através dos poros da pele, e assim cairão na corrente sanguínea.

.Nas células que invadem, convertem-se na forma aflagelada e dividem-se, originando formas flageladas. Ao romperem as células, retornam à corrente sanguínea, alcançando outras células.

O ciclo se repete continuamente, afetando principalmente o coração, sistema digestório e o sistema nervoso.

A transmissão pode ocorrer através da placenta (forma congênita da doença). As transfusões de sangue representam sério risco de transmissão. Há casos registrados de transmissão por transplante de órgãos. A ingestão acidental de fezes de barbeiro ou do próprio inseto triturado em alimentos como caldo de cana e açaí também já foi registrada como forma de transmissão da doença de Chagas.

Parasitismo, parasitoses, parasitas e hospedeiros

A doença de Chagas tem as duas fases aguda crônica. Os principais sintomas da fase crônica estão relacionadas a alterações no coração e no tubo digestório: cardiomegalia (aumento do coração), megacólon (dilatação do intestino grosso) e megaesôfago (dilatação do esôfago).

Veja a continuação dessa matéria na página 2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

79 SLIDES DE BIOLOGIA

Prontos para baixar -->> Slides de alta qualidade 
Baixe  5 slides grátis pra ver se você gosta
VER  DETALHES

Você é 
Professor(a)?

Tem um slide GRÁTIS em powerpoint pra você baixar agora. 
Baixar Slide